Familiares de novos imigrantes poderão visitar Israel

O Ministério do Interior concordou na quarta-feira em aliviar as restrições ao coronavírus e permitir a entrada no país de parentes de primeiro grau de novos imigrantes que chegaram a Israel nos últimos quatro anos.

A medida, uma proposta conjunta dos deputados Yorai Lahav Hertzanu, do Yesh Atid, e David Bitan, do Likud, entra em vigor em quatro semanas.

Falando no Comitê de Imigração e Absorção do Knesset, que ele preside, Bitan disse na manhã de quarta-feira que recebeu a confirmação da autorização do diretor da Autoridade de População e Imigração, Shlomo Mor-Yosef.

Segundo Bitan, o ministro do Interior, Aryeh Deri, cujo ministério tutela a Autoridade de Imigração, também deu sua autorização para a mudança, mas solicitou que sua implementação ocorresse em apenas um mês, “devido à atual situação do vírus nos EUA e na Europa”.

Atualmente, apenas israelenses e estrangeiros com visto de residência podem voar para o país. Os passageiros que desembarcam vindos dos chamados “países vermelhos” – aqueles com altas taxas de coronavírus – devem observar uma quarentena de 14 dias.

LEIA TAMBÉM

Além disso, uma parcela limitada de não cidadãos, principalmente membros da família de primeiro grau, tem permissão para entrar em Israel para eventos do ciclo de vida, como nascimentos e casamentos, com cada caso avaliado individualmente pelo Ministério do Interior.

Ao mesmo tempo, Israel continua permitindo a entrada de novos imigrantes no país.

O período de quarentena também se aplicará a familiares de imigrantes, disse Bitan.

O acordo com o ministério foi alcançado depois que Bitan propôs um compromisso entre a proposta inicial de Lahav Hertzanu de permitir a entrada de famílias de qualquer pessoa que imigrou para Israel nos últimos 10 anos e a posição da autoridade de imigração, que era de apenas dois anos.

Falando ao The Times of Israel, após o anúncio na reunião do comitê, Lahav Hertanu agradeceu Bitan por “se juntar a mim para levantar esta causa importante e chegar a um compromisso com os órgãos do governo”.

“Os imigrantes têm menos sistemas de apoio aqui do que eu, e imediatamente percebi a importância de encontrar uma solução que lhes permitisse a visita de seus entes queridos. Sei que ter minha família aqui é uma grande fonte de força para mim durante esse bloqueio, e espero que agora esteja mais disponível para novos imigrantes”, disse ele.

Fonte: Times of Israel

Foto original: otzberg (Flickr)

One thought on “Familiares de novos imigrantes poderão visitar Israel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *