Futebol israelense quer adotar modelo alemão

Em alguns países, muitos atletas já voltaram a treinar e planeja-se a retornada das competições. Em outros aguarda-se uma decisão do governo para saber em que datas e maneiras podem se dar a continuidade de seus campeonatos.

Em Israel, continua a negociação das formas e períodos para o retorno da prática esportiva. Ainda existe uma distância importante entre os pensamentos do Ministério da Saúde e do Ministério da Cultura e Esportes.

O gerente da liga israelense de futebol anunciou que gostaria de adotar o modelo da Bundesliga, o principal campeonato da Alemanha. De acordo com esse modelo, determina-se que, caso um dos jogadores seja exposto ao coronavírus, ele será isolado dos outros jogadores. No entanto, o restante da equipe não se isolará, mas passará por uma verificação e será monitorado. Desta forma, os jogos poderiam ser realizados sem qualquer interrupção. O torneio alemão seria disputado novamente a partir de 15 de maio.

Outro ponto a analisar é o contato físico dos jogadores durante os 90 minutos de jogo. Os líderes da liga israelense apresentaram um estudo da Dinamarca ao Ministério da Saúde e Esportes, que mostra que um jogador de futebol está perto de um adversário em média 90 segundos por partida. Segundo esta pesquisa, a possibilidade de contrair o coronavírus é mínima.

Ao mesmo tempo, o gerente enfatizou aos vários ministérios que, se o esquema for implementado “somente quem deve estar no campo estará nele”. Isso significa que, além da proibição dos espectadores, a entrada de funcionários não essenciais será reduzida para evitar possíveis infecções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *