Gantz recebe encargo de formar governo

O líder do Kachol Lavan, Benny Gantz recebeu oficialmente do presidente Reuven Rivlin, nesta segunda-feira, o encargo de formar um governo. Gantz tem quatro semanas para construir uma coalizão.

Rivlin disse que estava dando o mandato a Gantz, porque ele recebeu 61 recomendações para formar o governo, em comparação com 58 para o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Rivlin instou Gantz a formar um governo o mais amplo possível, o mais rápido possível. Ele acrescentou que um governo temporário pode ser necessário a princípio.

Ao aceitar o mandato, Gantz prometeu que em poucos dias formaria um governo “patriótico” que “representaria todos os cidadãos de Israel e defenderia os direitos dos moradores da Judéia e Samaria, cidadãos árabes e moradores da periferia e do Centro do país.”

Atualmente, os únicos partidos dispostos a ingressar em um governo liderado por Gantz são o seu partido, o Kachol Lavan, o Yisrael Beytenu e Avodá-Meretz. A Lista Conjunta está pronta para apoiar o governo de fora da coalizão. Mas há pelo menos dois membros do Knesset (parlamento)  do Kachol Lavan que se recusam a apoiar um governo apoiado pela Lista Conjunta, o que deixaria Gantz aquém da maioria.

Legalmente, 61 membros do Knesset  precisam votar no governo a princípio, mesmo que acabe sendo um governo minoritário com menos de 61 parlamentares.

Em uma referência ao coronavírus, Gantz disse que estava estendendo o “cotovelo” aos chefes dos partidos para se juntar ao seu governo, incluindo Netanyahu. “Chegou a hora dos chefes dos partidos, especialmente Netanyahu, concordarem com a unidade”. “É hora de deixar de lado nossas espadas e unir nossas tribos e derrotar o ódio.”

Gantz disse que o governo que ele formaria “curaria nossa sociedade das pragas do coronavírus e da divisão e ódio”. Ele disse que Israel já enfrentou desafios antes unindo forças.

Os cargos vagos que ele disse que seriam ocupados rapidamente incluem chefe de polícia, promotor do Estado e uma equipe de relações públicas do país.

O 23º Knesset será empossado nesta segunda-feira à tarde. Devido ao coronavírus, apenas três parlamentares serão empossados de cada vez.

 

Foto: Government Press Office

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *