Israelense presa na Rússia deve receber perdão

Segundo a imprensa russa o presidente Putin deve libertar a jovem israelense presa no país. Naama Issacar foi presa em abril de 2019 no aeroporto de Moscou com cerca de 10 gramas de maconha e recebeu uma sentença de 7,5 anos por um tribunal de Moscou depois que foi encontrada a droga em sua bagagem. Naama Issachar regressava a Israel, onde vive desde os 16 anos, de uma viagem de três meses à Índia. Inicialmente, foi acusada de posse de droga, mas as acusações foram agravadas para tráfico de droga.

O caso provocou comoção nacional devido à rigidez da pena o que levou o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e o presidente Reuven Rivlin a pedirem ao presidente russo, Vladimir Putin, que perdoasse a jovem.

Naama deve retornar a Israel no avião de Putin. O presidente russo voará para Israel a fim de participar do Quinto Fórum Mundial do Holocusro “Lembramos o Holocausto combatendo o antissemitismo”, evento que também incluirá a celebração do  75º Ano da Libertação do Campo de Extermínio de Auschwitz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *