Judeus celebram Shavuot: a festa da colheita

Shavuot significa “semanas” em hebraico e remete à contagem das sete semanas que separam o Êxodo do Egito da entrega dos Dez Mandamentos. Em Pessach (Páscoa), os judeus saíram da escravidão e em Shavuot receberam seu código de leis (a Torá).

A festa de Shavuot também é conhecida por outros dois nomes: Chag Habikurim (Festa dos Primeiros Frutos) e Chag Hakatzir (Festa da Colheita). Esses nomes remontam ao período em que o Templo de Jerusalém ainda existia. Na época de Shavuot, os agricultores levavam ao Templo Sagrado uma oferenda do primeiro trigo, cevada, uvas, figos, romãs, azeitonas e tâmaras que cresciam no campo, como forma de agradecimento a D’us.

Em Shavuot costuma-se comer alimentos à base de leite. Existem várias razões para este costume:

A partir da outorga da Torá, passou a valer a obrigação de cumprir as leis da Cashrut. Como a Torá foi outorgada no Shabat, nenhum animal podia ser abatido e nem os utensílios podiam ser casherizados, portanto neste dia comeu-se laticínios.

Outro motivo é que a Torá é comparada ao leite. A palavra hebraica para leite é “chalav”. Quando o valor numérico de cada uma das letras da palavra chalav são somadas (8+30+2), chega-se ao total de quarenta. Quarenta é o número de dias que Moisés passou no Monte Sinai, recebendo a Torá diretamente de D’us.

One thought on “Judeus celebram Shavuot: a festa da colheita

Fechado para comentários.