Milionário deixa herança para vítimas de terroristas

Nicolás Bauman, falecido em 2009, viúvo e sem filhos, decidiu deixar uma herança de US$ 14,5 milhões ao Estado de Israel para o cuidado de famílias que perderam entes queridos em ações militares ou ataques terroristas.

O fundo será administrado pelo Ministério da Justiça e pelo Keren Kayemet LeIsrael (KKL) e os critérios para a distribuição da ajuda ainda serão elaborados.

De acordo com informações publicadas na imprensa israelense, a vida de Bauman é um mistério, já que tudo o que se sabe é que ele nasceu na Hungria, mas não há registro de sua vida durante o Holocausto ou de sua chegada à França.

Daniel Atar, presidente mundial da KKL, em um comunicado oficial, enfatizou a importância do Estado de Israel para os judeus da diáspora, fato que se manifesta no legado de suas heranças.

Ele também expressou como é honroso para a instituição o privilégio de poder elevar a memória de Bauman e a satisfação de ajudar um grupo de vítimas que até então estava desassistido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *