Moda? Roupas com imagens do Holocausto

Uma empresa australiana removeu de seu site de comércio eletrônico produtos decorados com imagens do Holocausto depois que o Memorial de Auschwitz twittou que a mercadoria era “perturbadora e desrespeitosa”.

A página do Twitter do Memorial de Auschwitz disse: “Você realmente acha que vender produtos como almofadas, minissaias, camisetas ou sacolas com as imagens de Auschwitz – um lugar de enorme tragédia humana, onde mais de 1,1 milhão de pessoas foram assassinadas – é aceitável?

Os itens estavam sendo vendidos no Redbubble, um mercado global on-line usado por 845.000 artistas independentes para vender seus produtos. A moda questionável – criada por artistas que não foram identificados – trazia representações do campo de concentração de Auschwitz na Polônia, onde mais de 1 milhão de pessoas foram assassinadas entre 1940 e 1945 sob o regime nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

Entre os produtos oferecidos estão uma almofada de US$ 45 com uma foto dos trilhos de trem de Auschwitz – usada para transportar centenas de milhares de vítimas para a morte, uma sacola de US$ 15 com uma imagem da cerca elétrica de Auschwitz, usada para impedir fugitivos e uma minissaia de US$ 40 retratando uma imagem da principal guarita nazista de Auschwitz.

A Redbubble respondeu: “Nós apreciamos que isso tenha sido trazido à nossa atenção. A natureza deste conteúdo não é aceitável e não está alinhada com as nossas diretrizes da comunidade. Estamos tomando medidas imediatas para remover esses e outros trabalhos similares”.