“Não há férias que valham suas vidas”, diz Lapid

Os israelenses não devem visitar Istambul, disse o ministro do Exterior, Yair Lapid, nesta segunda-feira, após a publicação de relatos de que Israel e Turquia frustraram um ataque terrorista iraniano na cidade no mês passado.

A tentativa de ataque a turistas israelenses foi uma das várias do Irã nas últimas semanas, disse ele, acrescentando que as organizações de segurança israelenses, o Ministério do Exterior e o Gabinete do Primeiro-Ministro estão tentando salvar vidas israelenses.

“Esses ataques terroristas são direcionados a israelenses que saíram de férias”, disse Lapid em uma reunião de seu partido na Knesset. “Eles estão escolhendo intencionalmente cidadãos israelenses para sequestrar ou assassinar. Pode acontecer com qualquer um. É um perigo real e imediato”.

“Pedimos aos israelenses que não voem para Istambul e, se não for necessário, não voem para a Turquia”, acrescentou. “Se você já está em Istambul, volte para Israel o mais rápido possível… Se você planejou um voo para Istambul, cancele… Não há férias que valham suas vidas”.

Lapid disse que tinha uma mensagem para os iranianos que tentam atingir os israelenses: “O longo braço de Israel os alcançará, não importa onde estejam”.

Ele também agradeceu ao governo da Turquia por seus esforços para proteger os cidadãos israelenses. Ancara entende que, embora o turismo seja importante, alguns riscos não devem ser assumidos, disse ele.

Lapid disse esperar que o alerta de viagem seja suspenso em breve para a alta temporada de turismo.

LEIA TAMBÉM

No mês passado, o Conselho de Segurança Nacional emitiu um alerta de viagem intensificado devido a ameaças terroristas para israelenses que viajam para a Turquia.

Autoridades de segurança israelenses atualizaram seus colegas turcos no mês passado sobre uma rede iraniana com a intenção de realizar ataques contra israelenses na Turquia e pediram sua ajuda para frustrá-los.

O Irã prometeu se vingar de Israel após as misteriosas mortes de vários oficiais da Guarda Revolucionária Islâmica, nas últimas semanas.

As autoridades turcas detiveram agentes que trabalhavam para o IRGC na Turquia, informou o site Walla, nesta segunda-feira.

As advertências na Turquia ocorrem em meio a um aquecimento nas relações diplomáticas entre Ancara e Jerusalém. O ministro do Exterior da Turquia, Mevlüt Çavuşoğlu, visitou Israel no mês passado, a primeira visita desse tipo em 15 anos.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Canva