Nova ambulância protege motoristas de pacientes infectados

O Magen David Adom (MDA), serviço nacional de emergências de Israel, está trabalhando com uma nova ambulância que impede o motorista de ser exposto a pacientes infectados pelo coronavírus.

Cinquenta ambulâncias em todo o país já foram modificadas e outras 70 serão equipadas nos próximos dias, disse o porta-voz da MDA Zaki Heller.

A modernização das ambulâncias para separar o compartimento do motorista da parte traseira da ambulância foi realizada em colaboração com a Unidade 81 das Forças de Defesa de Israel (IDF), a divisão especial de inteligência da IDF que trabalha com o que há de mais recente em tecnologia.

A ambulância foi projetada para transportar apenas pacientes com coronavírus que não estão em estado grave, mas requerem hospitalização e transferência para uma ala de isolamento. O motorista permanece isolado dos pacientes, mas os veículos não estão equipados para fornecer tratamento médico durante a transferência.

Com o compartimento do motorista cortado por uma parede metálica isolada e selada do chão ao teto, a equipe médica localizada na parte traseira da ambulância com o paciente tem um interfone para se comunicar com o motorista.

“Nestes dias difíceis, quando a equipe médica trabalha dia e noite para ajudar e cuidar de pacientes com corona, devemos fazer todo o possível para salvaguardar e isolar às equipes e evitar infecções”, disse Eli Bin, CEO da organização.

Os funcionários do Magen David Adom têm atendido até 100.000 ligações por dia.

A MDA também montou e opera quatro centros de teste de coronavírus drive-through nas maiores cidades de Israel. Isso permite que as pessoas que confirmaram os sintomas se dirijam para um centro e permaneçam no carro enquanto são atendidos por um técnico médico usando equipamento de proteção e depois voltarem para casa para se isolarem sem expor mais ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *