Nova temporada de “Minha vida nada ortodoxa”

Na primeira temporada de “My Unorthodox Life”, da Netflix, Julia Haart tinha um marido amoroso, uma carreira próspera e uma família que parecia navegar habilmente por vários níveis de observância judaica.

A segunda temporada contará uma história diferente, com divórcio e drama reais que atingiram a família Haart.

Haart foi demitida da Elite World Group, a empresa de moda onde se tornou co-CEO em 2019, pediu o divórcio de seu marido, co-CEO Silvio Scaglia Haart e, alegando abuso, pediu uma ordem de restrição contra ele, de acordo com vários meios de comunicação de celebridades.

Na petição para uma ordem de restrição, de acordo com o Page Six, Haart disse que Scaglia Haart, que adotou seu sobrenome quando se casaram, havia demonstrado um comportamento “cada vez mais volátil, abusivo e desequilibrado” nas últimas semanas e também impediu seus quatro filhos de ter acesso à sua casa compartilhada. Haart tem casas em Manhattan e no leste de Long Island.

Seus filhos, com idades que variam de 15 a 28 anos, nasceram enquanto Haart vivia em uma comunidade judaica ortodoxa. Um deles, o adolescente Aron, frequenta uma escola judaica e mantém um perfil de mídia social dedicado à observância judaica e ao estudo da Torá.

“Eu odeio o Shabat e não quero isso na minha casa”, disse Scaglia Haart, de acordo com a petição de Haart.
A saída de Haart da comunidade ortodoxa onde ela foi criada, que ela caracterizou como rigidamente controladora, e sua rápida ascensão no mundo da moda foram o foco da primeira temporada de “My Unorthodox Life”. A segunda temporada começou a ser gravada na semana passada, de acordo com a conta do Instagram de Haart.

LEIA TAMBÉM

O Page Six informou que a demissão de Haart ocorreu com câmeras rolando e que Scaglia Haart se recusou a participar das filmagens da segunda temporada.

Também não aparece na segunda temporada Ben Weinstein, que foi casado com a filha mais velha de Haart, Batsheva. O casal anunciou sua separação em novembro, dizendo que seu casamento em uma idade jovem, refletindo as normas de sua comunidade ortodoxa, havia sido tenso. Weinstein disse a seus seguidores nas redes sociais, recentemente, que decidiu não participar do programa.

A filha mais nova de Haart, Miriam, parece ter mais sorte no amor. Aluna do último ano da Universidade de Stanford, ela revelou em julho passado, logo depois que a vida de sua família se tornou pública, que estava em um relacionamento com uma sueca chamada Nathalie Ulander. Ela visitou a família de Ulander na Suécia no final do ano passado e recentemente postou fotos delas juntas na festa de 22 anos de Miriam Haart em Nova York.

O livro de memórias de Haart, “Brazen”, que incluirá mais detalhes do que o programa sobre sua improvável trajetória de carreira, deve sair em abril.

Fonte: Jewish News
Foto: Netflix (cortesia)

 

4 thoughts on “Nova temporada de “Minha vida nada ortodoxa”

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: