Oficial israelense é morto em confronto em Jenin

Um oficial da polícia israelense foi morto em tiroteios entre tropas israelenses e terroristas palestinos em Jenin, na manhã desta sexta-feira.

Noam Raz, de 47 anos, era um veterano da unidade de elite Yamam da Polícia de Israel. Ele deixa esposa e seis filhos.

Depois de ser baleado, Raz foi levado de helicóptero para o Centro Médico Rambam em Haifa, onde foi declarada sua morte.

O tiroteio ocorreu durante uma operação que incluiu batidas nas casas de suspeitos de terrorismo. Imagens postadas nas redes sociais mostram terroristas palestinos disparando fuzis contra soldados israelenses durante o ataque. O Ministério da Saúde da Autoridade Palestina disse que 13 pessoas ficaram feridas durante os confrontos.

As FDI confirmaram que as forças militares e Shin Bet, bem como Yamam, estavam operando na cidade de Burqin, perto de Jenin, a fim de prender vários suspeitos.

“Durante a operação, as forças israelenses dispararam contra terroristas armados que abriram fogo pesado e atiraram explosivos contra eles”, segundo declaração conjunta emitida pela polícia e pelas FDI.

De acordo com as FDI, cinco suspeitos foram presos na região durante a noite e esta manhã, e armas ilegais foram apreendidas na cidade de Hebron.

LEIA TAMBÉM

Imagens nas redes sociais mostraram palestinos mascarados disparando na direção de soldados israelenses, enquanto tiros pesados ​​podiam ser ouvidos.

Relatos palestinos disseram que as forças israelenses cercaram a casa de um suspeito e pediram a todos que estavam dentro para se renderem. O grupo terrorista Jihad Islâmica identificou o suspeito, Mohammad al-Dab’i, como membro de sua ala militar.

Em meio aos tiroteios, o porta-voz da Jihad Islâmica Tariq Izz al-Din exortou todos os palestinos e grupos armados a “defenderem o campo de refugiados de Jenin”.

Um dos palestinos feridos é Daoud al-Zubaidi. Seu irmão, Zakaria Zubeidi, é um líder terrorista condenado que no ano passado escapou da prisão de Gilboa e foi capturado uma semana depois.

Vários terroristas palestinos que estão por trás dos recentes atentados que deixaram 19 mortos vieram de Jenin e seus arredores. As forças israelenses estão realizando incursões na área, incluindo uma operação na quarta-feira na qual uma jornalista da Al Jazeera morreu, aumentando ainda mais as tensões.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Policia de Israel

One thought on “Oficial israelense é morto em confronto em Jenin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.