Os judeus que votaram na Lista Conjunta

Na última eleição, a Lista Conjunta (ou Lista Árabe Unida, coligação de partidos árabes), obteve dois assentos a mais do que na eleição de setembro de 2019. Segundo dados do partido, mais de 20.000 judeus votaram a favor desta vez, duas vezes que da última vez. A Lista Conjunta percebeu o potencial criado pela união dos partidos de esquerda Avodá-Meretz-Ghesher e pela campanha Netanyahu, e pela primeira vez foi feita uma grande campanha em Tel Aviv, bem como um apelo direto aos eleitores de esquerda – o que trouxe resultados.

Em Ramat Hasharon, por exemplo, a porcentagem de votos para o partido dobrou. Mesmo em Givatayim, Ra’anana e Herzliya, o percentual dobrou, embora os números ainda sejam relativamente baixos – menos de 1% de apoio à lista.

Não é fácil encontrar que se disponha a falar abertamente sobre a votação na lista conjunta. Em Israel, há quem veja essa ação como uma traição, mas essas pessoas defendem sua decisão e esperam que os resultados das recentes eleições também tragam uma mudança de percepção.

Ariel Shander, filho do ex-advogado do estado, decidiu na última eleição votar na lista conjunta, em vez de Meretz – em que costumava votar no passado. “Muito por trás dessa votação está relacionado ao meu desejo de expressar solidariedade com o público palestino”, disse Ariel.

Edith Lev, de Haifa, votou na lista conjunta pela primeira vez. Ela até decidiu compartilhar sua decisão no Facebook, explicando que essa era a maneira real de se importar com a minoria árabe. “Escreveram para mim que eu não sou judia, não sou sionista. Acho que se queremos viver aqui, temos que encontrar uma maneira de viver dois povos – juntos”.

Fonte: N12

Foto: AFP

Um comentário em “Os judeus que votaram na Lista Conjunta

  • 7 de março de 2020 em 23:06
    Permalink

    Que nojentos!!! Como pode uma pessoa que se considera “judeu” votar em partido arabe que enaltece os terroristas que matam judeus e visam a destruicao de israel!!! Eles sao mesmo idiotas ou traidores!!
    Realmente, muita coisa precisa mudar aqui em israel e por todos esses traidores na prisao ou expulsar eles do Pais!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *