Passageiros esperam 10 dias pelos resultados do teste

Dez dias depois de retornar ao país, cerca de 3.000 israelenses ainda não receberam os resultados dos testes de coronavírus realizados no Aeroporto Ben Gurion, informou a televisão israelense.

O Ministério da Saúde disse ao Canal 12 que estava ciente do problema e que apenas as pessoas com teste negativo para COVID-19 não receberam o resultado.

Muitos outros viajantes que chegavam não estavam recebendo os resultados até dois dias depois de serem testados.

A rede observou que os atrasos ocorreram algumas semanas depois que uma nova empresa assumiu o equipamento de teste no aeroporto. Ao contrário da Check2Fly, empresa anterior que fazia a gestão dos testes, a nova empresa – Femi Premium – não processa as amostras de cotonete no próprio aeroporto, mas as envia para laboratórios onde ela própria não opera.

Além disso, esses laboratórios não informam os viajantes que chegam sobre os resultados, mas informam o Ministério da Saúde. O ministério então informa os planos da saúde, que atualizam seus segurados. A Check2Fly informava os viajantes diretamente.

A notícia surgiu em meio a preocupações com a entrada da variante Delta, mais contagiosa, no país e com o risco de que viajantes infectados do exterior estejam ajudando a alimentar um novo aumento nos casos de coronavírus.

LEIA TAMBÉM

Os israelenses que são vacinados ou recuperados do COVID-19 estão isentos de quarentena ao retornar ao país, a menos que retornem de países para os quais a viagem é proibida. Os países que os israelenses estão proibidos de visitar são Argentina, Brasil, África do Sul, Índia, México e Rússia.

Mas de acordo com notícias do Canal 12, passageiros vindos desses países estão chegando a Israel em aviões particulares  e entrando sem inspeção. A emissora afirma que pessoas provenientes desses países em voos comerciais estão voltando do aeroporto para casa usando transporte público, representando um risco potencial para as pessoas ao seu redor.

Passageiros que desembarcaram no Aeroporto Ben Gurion dizem que não receberam instruções claras sobre como se isolar – seja para se dirigir a um Hotel Corona ou voltar para suas casas. A um passageiro que tinha acabado de desembarcar da Rússia foi perguntado se ele tinha onde cumprir o período de quarentena, ele respondeu que não.

O Diretor Geral do Ministério da Saúde, Chezy Levy, disse que a situação no aeroporto “parece absurda”, admitindo que o ideal é que os resultados sejam dados em 24 horas.

O governo aprovou no domingo uma licitação para criar uma nova instalação de teste de coronavírus no Aeroporto Ben Gurion, num esforço para aumentar a capacidade de teste lá.

Em pronunciamento na TV, o primeiro-ministro Naftali Bennett implorou aos líderes municipais que encorajassem a vacinação antes que algumas doses das vacinas da Pfizer-BioNTech que Israel adquiriu expirassem no final de julho. Bennett na segunda-feira apelou aos adolescentes para serem vacinados até 9 de julho.

Ele acrescentou: “É simplesmente um crime não ser vacinado”.

Fontes: The Times of Israel e Mako
Foto: Flash90

One thought on “Passageiros esperam 10 dias pelos resultados do teste

Fechado para comentários.