Ministério da Saúde atualiza diretrizes contra pólio

O Ministério da Saúde anunciou atualizou suas recomendações sobre a vacinação de crianças contra a pólio, depois que um caso foi descoberto em Israel pela primeira vez em mais de 30 anos.

A Dra. Sharon Alroy-Preis, diretora dos serviços de saúde pública do ministério, disse que os pais em Jerusalém e arredores devem levar seus filhos para tomar a primeira dose com seis semanas de idade e a segunda com 12 semanas.

“Nossa ênfase no momento é garantir que todas as crianças, principalmente no distrito de Jerusalém, estejam na melhor situação em termos de vacinação”, disse ela, observando a recomendação do ministério de que as crianças recebam todas as quatro doses de vacina antes do primeiro aniversário.

De acordo com o Ministério da Saúde, uma forma mutante do vírus, que pode causar doenças nos não vacinados, foi descoberta em um menino de 4 anos em Jerusalém que não havia sido vacinado contra a doença.

Acredita-se que o caso tenha sido o primeiro diagnóstico de poliomielite em Israel desde 1989, depois que Israel eliminou em grande parte a doença por meio de uma campanha agressiva de inoculação.

Alroy-Preis incentivou as famílias a vacinarem seus filhos contra a poliomielite e disse que provavelmente havia dezenas, senão centenas de casos assintomáticos da doença. Citando amostras de esgoto, ela disse que a doença estava apenas na área de Jerusalém, mas pediu testes mais amplos de esgoto para garantir que não se espalhe para outras regiões.

LEIA TAMBÉM

Vestígios do vírus foram encontrados em amostras de esgoto em Israel de tempos em tempos, mas não resultaram em nenhum caso clínico por várias décadas.

“Não esperamos que haja uma onda de crianças com sintomas, mas sabemos que o vírus está circulando”, disse Alroy-Preis. “Uma criança vacinada está protegida”.

Ela também observou que o Departamento de Saúde de Jerusalém abriu uma investigação epidemiológica sobre o caso e entrará em contato com qualquer pessoa que tenha tido contato recente com a criança infectada.

Como grande parte do mundo, Israel administra vacinas contra a poliomielite a crianças como parte de seu programa de vacinas padrão.

A pólio se espalha principalmente de pessoa para pessoa ou através de água contaminada. Ela ataca o sistema nervoso e às vezes pode paralisar as pessoas em poucas horas. A doença afeta principalmente crianças menores de 5 anos e foi praticamente erradicada nos países desenvolvidos.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Canva