Processos contra golpes de investimentos israelenses

Uma onda de ações judiciais sugere que, apesar da legislação e dos processos por governos estrangeiros, a suposta fraude de investimento continua sendo um negócio lucrativo em Israel, com a aplicação da lei local fazendo pouco para reprimir suspeitos de golpes online.

Entre as ações judiciais recentes, as reivindicações são contra indivíduos que costumavam vender investimentos em opções binárias e direcionados para outros instrumentos financeiros.

Quando a indústria de opções binárias foi declarada ilegal pela Knesset, em outubro de 2017, por ser irremediavelmente fraudulenta, alguns dos indivíduos envolvidos começaram a vender apostas em moeda estrangeira, contratos por diferença (CFDs) e investimentos em criptomoedas.

A aplicação da lei israelense quase não indiciou fraudadores online, apesar de o setor ter empregado milhares de pessoas e supostamente roubado bilhões de dólares.

Promotores de um país europeu disseram recentemente ao The Times of Israel que, embora os call centers de golpes de investimento agora estejam localizados em toda a Europa, os investigadores descobriram que os prestadores de serviços de um site de golpes são sempre israelenses ou que o produto da fraude termina em contas bancárias israelenses ou em contas bancárias de indivíduos de origem israelense.

LEIA TAMBÉM

Muitos dos querelantes alegam que começaram a negociar com sucesso no que parecia ser um site respeitável, mas que, quando tentaram sacar dinheiro de suas contas, encontraram resistência e acabaram se tornando fantasmas, com seus gerentes de contas antes amigáveis, calorosos e atenciosos não respondendo a seus telefonemas ou mensagens. Eles logo descobriram que seus corretores usaram nomes e identidades falsas.

Por meio de pesquisas, contratação de detetives particulares ou um golpe de sorte ocasional, os demandantes conseguiram rastrear seus supostos vitimizadores em Israel.

Embora existam dezenas de ações judiciais atualmente em andamento contra supostos fraudadores de investimentos israelenses, Nimrod Assif, um advogado israelense que está processando várias empresas de câmbio e opções binárias, diz que apenas uma pequena porcentagem das supostas vítimas chega a entrar com uma ação judicial. “Como os autores do golpe usam nomes falsos e mentem sobre sua localização, a maioria das vítimas não sabe quem processar”, disse ele, “ou mesmo em que país devem procurar um advogado que possa ajudá-los.

Além disso, perdas de até um determinado valor – pelo menos US$ 50.000 – não justificam os custos legais de prosseguir com litígios complexos e internacionais. As vítimas que sofreram perdas significativas estão frequentemente em péssimas condições financeiras e terão extrema dificuldade em obter o valor necessário para iniciar um processo civil. “Consequentemente”, disse Assif, “o contencioso cível não impede esse tipo de fraude. Enquanto a polícia israelense não intervir, continuar a fraude vai valer a pena para os perpetradores”.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Csaba Nagy (Pixabay)

One thought on “Processos contra golpes de investimentos israelenses

Fechado para comentários.