Regras para passageiros que voltam para Israel

O Ministério da Saúde de Israel lançou uma lista atualizada de países e suas respectivas regras específicas para viagens. No momento, os cidadãos estrangeiros não têm permissão para entrar em Israel, a menos que recebam autorizações especiais do Comitê de Exceções.

No entanto, os cidadãos israelenses podem viajar de e para Israel.

Países Vermelhos

Países com níveis de alerta mais altos e que os israelenses estão proibidos de voar, a menos que obtenham permissão do Comitê de Exceções.

  • Uzbequistão
  • Argentina
  • Bielorrússia
  • Brasil
  • África do Sul
  • Índia
  • México
  • Espanha
  • Quirguistão
  • Rússia

Os israelenses que retornam desses países devem entrar em quarentena total ao chegara Israel, mesmo que estejam totalmente vacinados ou recuperados.

Pessoas que viajarem para países proibidos sem permissão estão sujeitas a uma multa de NIS 5.000.

Países Laranjas

Países com níveis altos de alerta. Qualquer pessoa que voe desses países deve entrar em quarentena total ao chegar.

  • Uganda
  • Emirados Árabes Unidos
  • Ilhas Seychelles
  • Grã Bretanha
  • Geórgia
  • Guatemala
  • Honduras
  • Zimbábue
  • Zâmbia
  • Libéria
  • Mongólia
  • Miamar
  • Namíbia
  • Fiji
  • Panamá
  • Paraguai
  • Colômbia
  • Costa Rica
  • Camboja
  • Quênia
  • Chipre
  • Peru
Países Amarelos

Países com nível baixo de alerta e que aqueles não vacinados devem entrar em quarentena completa após sua chegada a Israel, enquanto aqueles vacinados ou que tiveram COVID-19 no passado devem entrar em quarentena por 24 horas ou até receberem um resultado negativo do teste de coronavírus (o que ocorrer primeiro):

  • Uruguai
  • Bahamas
  • El Salvador
  • Angola
  • Suazilândia
  • Equador
  • Eritreia
  • Armênia
  • Etiópia
  • Botswana
  • Bolívia
  • Bahrein
  • Belize
  • Guiné
  • Filipinas
  • República Dominicana
  • Holanda
  • República Centro-Africana
  • Venezuela
  • Tanzânia
  • Grécia
  • Jordânia
  • Lesoto
  • Moçambique
  • Malawi
  • Maldivas
  • Egito
  • Marrocos
  • Nepal
  • Serra Leoa
  • Portugal
  • Peru
Regras gerais

Todos os países que não aparecem nas listas acima, como os EUA, por exemplo, exigem quarentena por até 24 horas ou até um teste de coronavírus negativo (o primeiro dos dois) para os vacinados e para aqueles que já haviam adoecido com COVID-19.

Todas as listas estão sujeitas a alterações e os países que não aparecem nas listas no momento podem ser adicionados às listas posteriormente.

Em geral, todos aqueles que voam de volta para Israel devem preencher um formulário de declaração de entrada no site do governo. Eles também devem fazer um teste de PCR para coronavírus e apresentar um resultado negativo dentro de 72 horas da partida do seu voo, e devem fazer um teste de PCR quando chegarem a Israel.

“Quarentena completa”, como mencionado acima, significa entrar em quarentena por 14 dias, que pode ser reduzida para um mínimo de sete dias com dois testes de PCR negativos, um no primeiro e outro no sétimo dia.

LEIA TAMBÉM

Além disso, o governo permite que as pessoas façam voos de conexão com escala de até 12 horas em um país laranja ou vermelho sem ter que seguir as restrições específicas desse país, mas sim seguindo as restrições do país de origem.

Estrangeiros que receberam autorização para entrar em Israel para fins de trabalho (portadores de visto B1) que permaneceram em um dos 10 países proibidos precisarão passar 14 dias em outro país antes de voar para Israel, disse o Gabinete do Governo.

Essa regra se aplica até mesmo aos estrangeiros que trabalham em Israel como jornalistas e, portanto, são considerados residentes, incluindo aqueles que foram vacinados contra o coronavírus ou recuperados.

A única exceção é para aqueles que visitaram um país proibido em trânsito e passaram menos de 12 horas no aeroporto do país.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Avshalom Sassoni/Flash90

2 thoughts on “Regras para passageiros que voltam para Israel

Fechado para comentários.