Entrada de turistas adiada e fiscalização reforçada

Turistas vacinados não terão permissão para entrar em Israel no dia 1º de agosto, como havia sido planejado anteriormente, disse o Diretor-Geral do Ministério da Saúde, Prof. Nachman Ash, anunciando também que as autoridades discutirão medidas para restringir todas as viagens.

“Estamos postergando a data de entrada de turistas; não vai acontecer no dia 1º de agosto”, afirmou, acrescentando que não foi definida uma nova data. “Infelizmente, a situação atual não nos permite permitir a entrada de turistas”.

O diretor-geral também alertou o público que, com a variante Delta rondando o mundo, não é hora de voar para o exterior. Ele disse que as autoridades estão examinando como restringir as viagens, seja por meio da expansão da lista de países com proibição de viagens ou com advertência severa de viagens, seja por outros meios.

Segundo o Canal 12, Ash está considerando várias opções para uma recomendação a ser apresentada ao gabinete, incluindo fechar o aeroporto para viagens não essenciais e exigir que todos os viajantes entrem em isolamento, independentemente de seu status de imunização e do país de origem.

No entanto, de acordo com a emissora, a recomendação mais provável será expandir significativamente a lista de países proibidos ou com advertência de viagem. Em ambos os casos, todos os passageiros teriam que ficar de quarentena na volta.

Após uma discussão no Gabinete Corona, no qual foi decidido que todos os aspectos da fiscalização seriam centralizados pelo Ministério da Segurança Interna, o Ministro Bar-Lev apresentou ao Primeiro Ministro um plano geral para incluir o esforço nacional para fazer cumprir os regulamentos da Corona.

LEIA TAMBÉM

O plano combina medidas tecnológicas e ações de fiscalização no campo a serem realizadas por policiais israelenses e inspetores municipais.

1. Processar infectados pelo corona que estão conscientemente violando o isolamento e colocando em risco a saúde pública.

2. Definir eventos e comemorações, com destaque para os casamentos, como principal tarefa de fiscalização, face ao potencial de contágio desses eventos.

3. Ferramentas tecnológicas para fazer cumprir o isolamento. O Primeiro-Ministro deu instruções ao Procurador-Geral da República e ao Ministério das Obras Públicas para regulamentar o aspecto jurídico do funcionamento dos meios tecnológicos para a ação, incluindo um sistema de rastreamento por SMS como instrumento da polícia para a aplicação de isolamentos. A medida foi anunciada pelo governo anterior, mas raramente foi usada. No novo plano, uma pessoa em quarentena receberá uma mensagem de texto em seu telefone, à qual deve responder com uma foto sua. A polícia usará a tecnologia GPS para detectar o local de onde a imagem foi enviada. Quem não responder à mensagem de texto receberá a visita da polícia.

4. Agilizar os procedimentos, com ênfase na redução do intervalo de tempo entre a aplicação da multa aos infratores e sua efetiva implementação.

O primeiro-ministro Bennett disse: “Nosso objetivo é estabelecer diretrizes sensatas, junto com uma fiscalização agressiva e eficaz contra os violadores. Quem violar as diretrizes põe em risco sua saúde e a dos cidadãos de Israel. Não permitiremos isso. A mutação Delta está aumentando em todo o mundo”.

Fontes: The Jerusalem Post e Kipa
Foto: Marcia Cherman Sasson (Revista Bras.il)

3 thoughts on “Entrada de turistas adiada e fiscalização reforçada

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: