Sete novos hotéis planejados para o Mar Morto

A Autoridade de Terras de Israel e o Ministério do Turismo anunciaram planos para realizar licitações para a construção de sete novos hotéis na área turística do Mar Morto. Os hotéis vão oferecer 1.675 quartos de hóspedes no complexo Ein Bokek e Hamei Zohar, e alguns deles estarão na costa do mar.

Os ambientalistas certamente não ficarão entusiasmados com esta notícia. Eles protestarão contra a alteração do meio ambiente local e os danos à ecologia local que a construção irá causar. Além dos prédios propriamente ditos, será necessária a implantação de novas infraestruturas, desde abastecimento de água até redes elétricas.

Quanto ao novo projeto, serão comercializados sete lotes para fins de hotelaria e lazer no Mar Morto, na área do Conselho Regional do Tamar. Dois dos hotéis serão construídos sobre a água e um incluirá atrações turísticas adicionais.

O concurso diz respeito à requalificação, expansão e desenvolvimento do complexo turístico existente como um complexo único de notoriedade internacional, concebido para concretizar o potencial turístico da região. O governo diz que se trata de uma área que oferece uma experiência turística em um ambiente desértico e de acordo com as características únicas do Mar Morto.

O programa também inclui um complexo residencial, comercial e de lazer de cerca de 35.000 metros quadrados, espaço comercial e de escritórios, áreas comerciais, áreas abertas de mais de 2 milhões de metros quadrados de espaço, bem como edifícios públicos.

LEIA TAMBÉM

O CEO da Autoridade Territorial de Israel, Ya’akov Kvint, disse: “Espera-se que o marketing dessas áreas fortaleça a área do Mar Morto, que é um centro turístico importante e único a nível nacional e internacional, bem como uma área única para o turismo médico. Espera-se que responda à crescente demanda por resorts e turismo em consonância com o aumento do turismo receptivo. O planejamento inclui áreas de turismo, hotelaria e recreação ao lado de atrações, áreas comerciais, escritórios, bem como amplas áreas abertas para fortalecer a base econômica e de emprego para os moradores da área e seu entorno, ao mesmo tempo em que fortalece a infraestrutura de apoio incluindo vias de acesso e estacionamento”.

O diretor-geral do Ministério do Turismo de Israel, Amir Halevi, disse: “A comercialização desses terrenos é outra etapa do desenvolvimento turístico da área do Mar Morto que o Ministério do Turismo liderou nos últimos anos e se junta ao desenvolvimento da marca Negev. Isso, com o objetivo de transformar o Negev em uma das principais marcas turísticas internacionais. Nos últimos anos, o Ministério do Turismo investiu centenas de milhões de shekels em infraestrutura turística, o que aumentou significativamente a demanda, e os hotéis da região estão se beneficiando das maiores taxas de ocupação em Israel”.

Na licitação, serão comercializados sete empreendimentos (oito terrenos). Os complexos 1 a 6 são projetados para hotéis e o sétimo complexo é projetado para hotéis e atrações turísticas na água. No concurso, a Autoridade Territorial de Israel convida os empresários a apresentarem propostas para um contrato de desenvolvimento de quatro anos, após o qual será assinado um contrato de arrendamento por um período de 98 anos, com opção de prorrogação por mais 98 anos. O concurso destina-se apenas a empresários / empreiteiros que adquiram terrenos para o desenvolvimento e construção de 1.675 unidades habitacionais.

Fonte: Jewish Business News
Foto: Revista Bras.il

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *