Terceiro Museu Pop Up de Tel Aviv

Na terça-feira, 1º de fevereiro, será inaugurado o Terceiro Museu Pop-Up de Tel Aviv, um projeto do qual participam cerca de 100 artistas que se dedicam ao graffiti e outros tipos de arte de rua.

Para este incrível museu estão habilitados todos os espaços e recantos dos prédios desocupados, que são decorados com belas obras coloridas, humorísticas e muito mais. Uma verdadeira expressão da alegria de viver.

Este museu faz parte do projeto de renovação urbana doado pela empresa “People of the City” (Anshei Ha-ir) do Grupo Roteshtein, fundada e dirigida por Ron Chen. Será realizado tendo em conta o enorme sucesso dos dois anteriores: o primeiro Pop-Up Museum em Tel Aviv, em 2018, que foi visto por cerca de 22.000 visitantes em apenas cinco dias; o segundo Pop-Up Museum na rua Katzenelson, que contou com 25.000 visitantes durante os seis dias em que o edifício se tornou um museu temporário com todos os seus espaços e paredes pouco antes da sua demolição.

Nas obras expostas, há uma explosão de imaginação sem limites, que é o que acontece quando os artistas podem expressar sua arte livremente e recebem espaço e materiais para isso.

O evento é produzido por Yeara Sachs, empresário e artista na área de estilo de vida e vida urbana, em colaboração com Noi Shai, gerente de marketing da “People of the City”, uma das empresas líderes em Tel Aviv especializada em renovação urbana, que declaram: “O evento produz e apresenta artistas da chamada Street Art e Graffiti, pintores, ilustradores, designers gráficos, diretores de arte, designers de decoração e expositores artísticos. À medida que as obras expostas vão entrando, os visitantes descobrem um novo mundo onde passear entre apartamentos, quartos e corredores é uma experiência inovadora. Porque, ao inserir a arte de rua no espaço de uma casa e fornecer uma plataforma para os artistas, há um espaço aberto que permite romper as regras e desafiar os limites entre o que é permitido e o que é proibido”.

LEIA TAMBÉM

A exposição do Terceiro Pop Up Museum se centrará sobre dois temas principais: o primeiro tema, “Acorde-me quando 2022 acabar”, abordará o passado e o presente recente. As obras abordarão a nova era em que entramos, com temas como a epidemia e o vírus que afetou nossas vidas. Os artistas foram convidados a dar a sua interpretação a temas como o distanciamento social, a nova ordem mundial, a nova concepção do espaço doméstico versus o exterior e a influência do homem no meio em que vivemos.

O segundo tema é intitulado “Eu posso ver o futuro e é …”. Nos dias de hoje, em Israel e no resto do mundo, as pessoas estão começando a pensar em como será voltar à vida “depois” da epidemia, no novo futuro. 2020 e 2021 foram anos cheios de mudanças de longo alcance na vida e em um mundo que nos era conhecido. Todos nós, como indivíduos, vivemos mudanças sanitárias, sociais, globais e locais. Os artistas abordarão a questão: como é o futuro aos seus olhos?

Desta vez, a exposição acontece nos quatro andares de dois edifícios da rua Pinkas 11 e 13. Aberto todos os dias de 1º a 11 de fevereiro, das 10h às 21h30, com entrada gratuita.

Mais informações em https://www.popupmuseumtlv.com/

Fonte: Aurora