Turismo em Israel de vento em popa

Mais de 4 milhões de turistas visitaram Israel em 2018 gastando uma quantia estimada de NIS 20,88 bilhões (aproximadamente US$ 5,8 bilhões), excluindo os custos de voo, de acordo com uma pesquisa com 15.000 turistas publicada no domingo pelo Ministério do Turismo de Israel. Jerusalém foi o local mais procurado pelos visitantes, atraindo 77,5% de todos os turistas do país, seguido por Tel Aviv com 67,4%, o Mar Morto com 48% e Tiberíades com 36,2%. 24,1% tinham mais de 55 anos, 19,4% tinham entre 45 e 54 anos, 35,8% tinham entre 25 e 44 anos e 20,7% tinham 24 anos ou menos, mostrou a pesquisa. A maioria dos visitantes (54,9%) eram cristãos, 27,5% eram judeus e cerca de 2,4% eram muçulmanos.

Dos entrevistados, 24,3% afirmaram que o objetivo da permanência em Israel era uma peregrinação, 21,3% disseram que vieram para passear, 30% estavam visitando amigos e familiares e 8,9% estavam aqui a negócios.

No primeiro semestre de 2019, 2,3 milhões de turistas entraram em Israel, em comparação com 2,1 milhões no mesmo período do ano passado, de acordo com o comunicado divulgado pelo ministério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *