Aeroporto de Eilat pode virar estacionamento de aviões

A Autoridade de Aeroportos de Israel anunciou planos para converter temporariamente o Aeroporto Ramon, perto de Eilat, em um “estacionamento” internacional para companhias aéreas. A indústria da aviação mundial foi duramente atingida pelas consequências econômicas da pandemia de coronavírus, e uma das questões mais prementes para as companhias aéreas é descobrir onde estacionar suas frotas. Atualmente, estima-se que 7.500 dos 8.800 aviões comerciais do mundo estejam inoperantes.

Localizado a 20 quilômetros ao norte da cidade de Eilat, no sul de Israel, o Aeroporto Ramon atualmente opera apenas três voos diários, deixando 100 vagas de estacionamento de aeronaves abertas.

A Autoridade de Aeroportos oferece um “estacionamento” significativamente mais barato do que as tarifas europeias padrão, a vantagem do clima seco e um ambiente melhor para o armazenamento de aeronaves a longo prazo.

Os cancelamentos de voos de e para Israel devido à pandemia resultaram em uma queda de 98% na atividade de aviação civil e uma perda de cerca de US$ 425 milhões em receita para a indústria de aviação israelense.

O aeroporto de Ramon recebeu o nome do astronauta israelense Ilan Ramon, morto no desastre do ônibus espacial Columbia em 2003, e de seu filho Assaf. O jovem Ramon seguiu os passos de seu pai para se tornar um piloto de caça, mas foi morto em um acidente de treinamento em 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *