Apresentação escolar simula execução de crianças em Auschwitz

Uma escola no leste da Polônia montou uma peça que mostrava crianças em uniformes dos campos de concentração nazistas sendo executadas a gás em Auschwitz.

A peça foi exibida na cidade de Labunie, perto da fronteira com a Ucrânia, como parte de um recital de dança em homenagem ao novo nome da escola, The Children of Zamojszczyzna, que faz referência à deportação de 110.000 poloneses, incluindo 30.000 crianças, em 1942 e 1943, como parte de uma tentativa alemã de limpeza étnica daquela área da Polônia ocupada. Algumas das crianças da região foram posteriormente levadas para Majdanek e Auschwitz e outras foram adotadas por famílias alemãs por serem “suficientemente arianas”.

Durante o recital, crianças de sete anos estavam no centro do palco, todas vestidas com uniformes da prisão, enquanto uma máquina de fumaça imita o gás Zyklon B para representar sua execução.

Ao lado dessas crianças, dois estudantes mais velhos vestidos com uniformes nazistas, inspecionavam o processo ao lado de uma cerca de arame farpado.

No clímax da performance, os “mocinhos” aparecem, derrotam os nazistas e resgatam as crianças.

Vários membros da comunidade estavam presentes, incluindo oficiais do exército, policiais e veteranos da Segunda Guerra Mundial.

Um filho de sobreviventes dos campos de concentração que participou do evento criticou os parlamentares poloneses que se opõem a receber reparações da Alemanha por crimes cometidos pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

De acordo com a revista de direita polonesa Gazeta Polska, muitas escolas em todo o país estão realizando shows semelhantes, destinados a mostrar o sofrimento do povo polonês sob ocupação nazista.

Esses trabalhos são exibidos em todo o país, enquanto o governo polonês toma medidas severas para desviar as acusações de colaboração polonesa ao regime nazista.

Em uma entrevista em agosto, o vice-primeiro-ministro polonês Piotr Gliński disse que não nega que cidadãos poloneses tenham cometido atrocidades contra judeus durante o Holocausto, mas insistiu que ele se opõe a que seu governo pague reparações por propriedades judaicas roubadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *