Israel lança campanha para mudar o discurso online

Foi lançada esta semana, em Israel, a campanha intitulada “Think Good”, “תחשבו טוב”,  “Pense Bem”, na qual figuras públicas e celebridades postaram um apelo por um discurso respeitoso nas redes sociais.

A campanha “Think Good” para mudar o discurso online, iniciada pelo presidente Isaac Herzog e Meta (antigo Facebook), está no ar desde terça-feira.

Como parte da iniciativa, dezenas de celebridades e figuras públicas em Israel compartilharão videoclipes lendo as respostas mais dolorosas que receberam online, com palavras ofensivas censuradas e sobrepostas com palavras positivas. O objetivo da iniciativa é expor a milhões de seguidores a dificuldade de ler respostas desagradáveis, encorajar as pessoas a pensar duas vezes antes de usar linguagem ofensiva e ter pensamentos positivos antes de clicar em “responder”.

Esta campanha única revelará as respostas mais vulgares e dolorosas recebidas por figuras públicas, que revelarão publicamente a seus milhões de seguidores o tremendo poder das palavras. A campanha visa aumentar a consciência pública sobre as consequências do bullying online e encorajar um discurso mais conciliatório e inclusivo nas redes sociais, em vez de uma retórica ofensiva. Alguns dos participantes irão se dirigir especificamente ao público jovem, como parte da colaboração da campanha “Think Good” com o site juvenil Frogi, em que jovens estrelas compartilharão com outros jovens dicas para se manter seguro online.

A campanha nasceu de um compromisso de Presidente Herzog de acabar com o cyberbullying e o discurso prejudicial nas redes sociais. Segundo Herzog “as pessoas ficaram muito “eufóricas com o teclado” e as linhas vermelhas são constantemente cruzadas nas redes sociais. Estabeleci para mim mesmo a missão central de moderar o discurso prejudicial e o bullying online, que nos prejudicam como indivíduos e como sociedade diariamente.

Estou feliz por liderar este projeto muito importante, ‘Think Good’, que está aumentando a consciência pública sobre o poder das palavras online e encoraja um discurso mais inclusivo nas redes sociais e, em particular, nos encoraja a parar e pensar antes de clicar em ‘enter’. ‘ É importante para nós expor milhões de seguidores à dor de ler respostas desagradáveis, por meio das experiências de funcionários públicos e influenciadores em uma variedade de campos. Devemos fazer tudo ao nosso alcance, juntos, para transformar nosso discurso online, e na nação em geral. Devemos começar a pensar bem e a escrever bem. ”

“As palavras têm um poder incrível. O poder de criar novas realidades e transformá-las; o poder de destruir, mas também de reconstruir. O poder de destruir todo um universo de valores. O poeta Rabi Shlomo Ibn Gabirol, um gigante espiritual do Judaísmo sefardita, escreveu: ‘Aquele que semeia o ódio, colherá remorso.’ É hora, portanto, de convidar todos os líderes a agirem com responsabilidade, a servirem como vozes moderadas e calmas e a escolherem suas palavras com cuidado. Exigie que protejamos a liberdade de expressão – e resistamos a dar licença ao discurso de ódio ”.

Adi Soffer-Teeni, Diretor do Meta em Israel, disse: “Estou animado em colaborar com o Presidente de Israel e dezenas de líderes de opinião locais como parte da campanha ‘Think Good’, que colocará um holofote sobre os mais difíceis momentos nas redes sociais com o objetivo de suscitar uma discussão e fazer uma declaração clara contra um fenômeno que não tem lugar nas nossas plataformas. Agradeço a todos que aceitaram corajosamente revelar as palavras mais feias que as pessoas escreveram para eles, a fim de liderar uma iniciativa tão importante contra o bullying, conteúdo nocivo e linguagem violenta online. Temos um compromisso intransigente em fornecer uma experiência segura e positiva para bilhões de pessoas que usam nossas plataformas. ”

Esses são alguns dos participantes da campanha “Think Good”: Primeiro Ministro Naftali Bennett (513 mil seguidores no Facebook, 126 mil no Instagram); Ministro das Relações Exteriores Yair Lapid (505k no Facebook, 121k no Instagram; Ministro do Interior Ayelet Shaked (227k no Facebook, 62.000k no Instagram); Maor Buzaglo (387k); Anna Zak (1,4m); Miri Regev MK (345k); Moshe Arbel ; Miki Zohar (44k); judoca Peter Paltchik (56k); Judy Mozes (29,5k); Eviatar Ozeri (506k); Liel Eli (476k); Reef Neeman (391k); Omer Hazan (363k); Shira Levy (172k) ; Gal Zahavi (146k); Yana Levi (62k); Bell Agam (59k); Or Elkayam (57k); Aki Avni (44,5k); Raz Shechnik (29k); Dylan Dror (26k); Liky Rosenberg (98k); Mohammad Magadli (24k); Nadav Abukasis (10k); Amit Bachover (221k); Ehud Porat, gerente do grupo Pishpeshuk com 503k membros; Karin Alia (249k); Keren Alaluf Sharabi, gerente do grupo Mamatzhik com 325 mil membros; jornalista Inon Ben Shushan (16k); Saar Ben Harush, fundador e gerente da comunidade Abba Pagum com 130 mil membros; e Israel Cohen (40k).

 

Fonte: Israel National News

Foto: Presidente Herzog, a atriz Reef Neeman e o judoca Peter Paltchik (Cortesia)