Arábia Saudita, Israel e Bahrein: o céu não é o limite

Arábia Saudita e Bahrein permitirão que todos os voos israelenses usem o seu espaço aéreo e os voos sauditas também poderão usar o espaço aéreo israelense.

Segundo o assessor da Casa Branca, Jared Kushner, os dois países do Golfo concordaram na semana passada em abrir seus céus para voos israelenses para os Emirados Árabes Unidos após o anúncio do acordo de normalização entre Jerusalém e Abu Dhabi. “Eles concordaram em abrir seu espaço aéreo não apenas para voos de Israel para os Emirados Árabes Unidos e de volta, mas para todas as viagens para o leste”, disse Kushner. “Isso poupará muito tempo às pessoas. Isso derruba uma barreira que está erguida há 72 anos.”

As companhias aéreas israelenses estiveram em desvantagem significativa no passado, sendo forçadas a fazer um desvio de várias horas contornando o Golfo e o Irã em voos para o Extremo Oriente. A Arábia Saudita permitiu no ano passado os voos da Air India para Israel usarem seu espaço aéreo, mas não para os voos da El Al na mesma rota.

Permitir o uso do espaço aéreo da Arábia Saudita e do Bahrein viabiliza os voos diretos entre Tel Aviv e os Emirados, reduzindo o tempo de voo de cerca de sete horas para apenas três horas e meia.

Kushner disse que as companhias aéreas sauditas também se beneficiariam, com a permissão para voar sobre o espaço aéreo israelense, encurtando seus voos para a Europa.

O Bahrein, assim como a Arábia Saudita, não tem relações diplomáticas oficiais com Israel, mas sua decisão de permitir sobrevoos marca um sinal de cooperação com o Estado judeu.

LEIA TAMBÉM

O Bahrein só estaria na rota de voo entre Israel e os Emirados Árabes Unidos se os voos fossem permitidos sobre o Catar, que não sinalizou qualquer disposição para estreitar os laços com o Estado judeu.

No entanto, um acordo de décadas dá ao Bahrein o controle de grande parte do espaço aéreo do Catar, de acordo com um relatório da Axios na semana passada, o que significa que a mudança poderia reduzir o tempo de voo em cerca de 20 minutos.

Os Emirados Árabes Unidos e Israel devem assinar o acordo mediado pelos EUA, o primeiro de Israel com uma nação do Golfo e apenas o terceiro com um Estado árabe, na Casa Branca em 15 de setembro.

https://www.timesofisrael.com/kushner-says-saudi-arabia-bahrain-to-allow-all-israeli-flights-to-use-airspace/#gs.f5wf0c

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *