Candidato de Israel para Oscar de Melhor Filme Internacional

O filme Cinema Sabaya, da cineasta israelense Orit Fouks Rotem, ganhou o prêmio de Melhor Filme no Ofir Awards, a Academia Israelense de Cinema e Televisão, em uma cerimônia em Tel Aviv realizada no domingo.

O prêmio tornou a obra Cinema Sabaya o candidato oficial de Israel para concorrer à indicação ao Oscar de Melhor Filme Internacional (anteriormente chamado de Oscar de Melhor Filme Estrangeiro).

Cinema Sabaya, que trata das experiências de um grupo de mulheres judias e árabes em uma oficina de cinema, recebeu cinco prêmios no total.

Além do prêmio de o Melhor Filme, também ganhou Melhor Diretor para Fouks Rotem, além de Melhor Atriz Coadjuvante para Joanna Said, que interpreta uma mulher árabe que sonha em tirar a carteira de motorista e se tornar independente do marido.

O filme, estrelado por Dana Ivgy, conta a história de trabalhadoras árabes e judias que participam de uma oficina de vídeo, documentam suas próprias vidas e veem as das outras, desafiando suas próprias crenças para se conhecerem.

Shmuel Vilozny ganhou o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante por sua atuação em Haderech LeEilat, de Yona Rozenkier. Michal Vinik ganhou o prêmio de Melhor Roteiro por Valeria Mitchatenet, sobre duas irmãs ucranianas em Israel. Machburot Shchorot de Shlomi Elkabetz, um olhar poético em memória de sua falecida irmã, a atriz, diretora e escritora Ronit Elkabetz, ganhou na categoria de Melhor Documentário.

LEIA TAMBÉM

O filme teve sua estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Cannes no ano passado.

O Ministro de Cultura e Esporte, Chili Tropper, entregou um prêmio especial por todos os feitos de sua carreira a Lena Chaplin, a diretora e roteirista israelense, de 88 anos.

Fonte: @EnlaceJudío
Foto: Cinema Sabaya (cortesia)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.