BlogsMarcos L. Susskind

Carta aberta à Radio Band-RS

Para:
Sr. Joao Carlos Saad
Sra. Julia Alves Ribeiro
Sr, Paulo Saad
Sr. Amanda Andrade Diretora Nacional das Rádios

Prezadas Sras, Prezados Srs.:

Não sou membro de nenhuma organização e escrevo tão somente em meu próprio nome. No entanto, estou seguro que escrevo o que milhares de pessoas gostariam de escrever.

Acabo de tomar conhecimento que a Rádio Bandeirantes de Porto Alegre cancelou o programa Hora Israelita depois de 24 anos transmitindo nesta estação. Trata-se de programa há 77 anos no ar, trazendo informações para e sobre a comunidade Judaica, expondo uma cultura pouco conhecida do grande público e contribuindo para o entendimento e a aproximação entre as diversas etnias.

Pelo que soube, houve um desagradável incidente com uma participante. A Hora Israelita – e qualquer programa, em qualquer emissora – não pode ser responsabilizada pelas opiniões expressadas por alguém no ar. Se a opinião feriu sentimentos (como parece ser o caso), seria justo pedir ao programa que se desculpe, em caso extremo, até mesmo que afaste tal colaborador. Ao cancelar o programa a emissora está atingindo toda a equipe – que é composta por voluntários. Está também atingindo os ouvintes leais ao programa. Nenhum programa fica 77 anos no ar se não tiver ouvintes leais e interessados! Finalmente, atinge também a imagem da emissora, que expulsa do ar o programa da coletividade judaica, neste momento vítima de ataques antissemitas vindos de diversas direções.

Creio que é hora de sensibilidade, de bom senso e de equilíbrio. Não é tarde para reverter uma decisão que eu e milhares de pessoas consideramos errada, apressada e emocional.

A Rede Bandeirantes, através de suas rádios e TV’s tem se mostrado um veículo correto, imparcial, aberto às mais diferentes opiniões. Posso atestar isto em primeira pessoa, tendo sido entrevistado pela sua TV aberta, pela Band News e pela Rádio Bandeirantes de diversas regiões e em diversas ocasiões. Não permitam que a decisão da rádio do sul macule esta linda imagem que desfrutam. Vocês podem e devem agir para corrigir os erros de ambas as partes, sem prejuízo da continuidade do programa.

Aguardo ansiosamente por vossa ação e, se possível, uma resposta a esta manifestação

Cordialmente

Marcos L Susskind

Foto: Hora Israelita (Facebook)

5 thoughts on “Carta aberta à Radio Band-RS

  • Sergio Zylbersztejn

    O amigo Marcus se expressou com empatia pela manutenção do programa na rádio. O que assistimos se ajusta a um ataque de terrorismo por abafar vocês contraditórias e não permitir o diálogo e a livre manifestação. Quando possível tudo pode ser esclarecido e mesmo os que se consideram atingidos deveriam rever suas interpretações origina das nas ideologias. Quem está sempre certo que atire a primeira pedra

    Resposta
  • Salus Finkelstein

    Ao ler a carta do Suskind me dei conta pelos sobrenomes dos diretores da Band a q pressao eles estao sujeitos. Nao da para nao ter medo dos fanaticos em pauta.

    Resposta
  • MARIO SERGIO RODRIGUES BALBINO DE OLIVEIRA PASCHOAL

    Sou professor de escola pública em SP. De acordo com a minha fé, uso diariamente tsitsit pendurados. Nesta semana, chegou um colega, professor também, mas não judeu, e antes de bom dia etc, soltou logo: “olha, você não vai parar de usar suas cordinhas hein!” Do seu jeito sim[les, esse amigo, diante dos ocorridos, me encorajou a não me acovardar diante do antisemitismo que se alastra, mas me impor, ter fé e coragem! Vocês, os Saad, com certeza tem muitas pressões, mas muito mais poder de influência que eu, um mero professor, mas eu estou ensinando os meus alunos a serem cidadãos livres, de verdade, e vocês?

    Resposta
  • Paulo de Oliveira

    Apoio a manifestação do Marcos Susskind. Acompanho a Hora Israelita há muitos anos, através deste programa acabei me tornei, também, um ouvinte das rádios e TVs Bandeirantes. Não gostaria de perder algo que só me trouxe boa informação e alegrias por tantos anos.

    Resposta
  • Ricardo

    Curiosa a atitude dos senhores. Se algum jornalista de algum veículo fizesse comentários semelhantes direcionados a judeus, vocês pediriam o fechamento do programa. Quando é uma de vocês, vocês apoiam e dizem que é “livre manifestação”.

    Ou seja, os senhores apoiam o racismo e a discriminação quando não é com vocês.
    Desculpe, mas isso é coisa de racistas. Sugiro repensarem a maneira como encaram o relacionamento dentro da sociedade, pois o racismo jamais deve ser tolerado.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo