Chile se recusa a receber embaixador israelense

Em um grave incidente diplomático, o presidente do Chile, um crítico ferrenho de Israel, se recusou na quinta-feira a aceitar as credenciais do novo embaixador israelense Gil Artzyeli.

A rejeição do enviado israelense pelo presidente Gabriel Boric soou como uma grave violação do protocolo diplomático e ameaçou obscurecer as relações entre os dois países.

Boric rejeitou Artzyeli depois da morte de um palestino de 17 anos, durante confrontos entre militares israelenses e homens armados na região da Samaria e Judeia, durante a noite, informou a Ynet.

Artzyeli deveria apresentar suas credenciais a Boric como uma formalidade, mas o governo chileno o informou que a cerimônia havia sido cancelada por Israel “matar crianças em Gaza”, segundo a reportagem.

Artzyeli já havia chegado à residência do presidente para a cerimônia, informou Walla.

Os chilenos alegaram que a recusa não era uma punição a Israel, e que havia sido decidido adiar a cerimônia para outubro, mas ainda assim, foi considerada uma afronta sem precedentes.

LEIA TAMBÉM

Artzyeli, que chegou ao cargo em julho, também foi convocado para uma conversa com o ministro das Relações Exteriores do Chile na quinta-feira.

Não houve comentários imediata da embaixada de Israel no Chile.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Canva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.