Cidadania alemã para descendentes de vítimas do nazismo

O governo alemão anunciou que está preparando a publicação de um decreto para que descendentes de vítimas do regime nazista obtenham mais facilmente a cidadania alemã. A Alemanha deve “cumprir sua responsabilidade histórica em relação às pessoas afetadas”, disse o ministro do Interior, Horst Seehofer.

A Alemanha já possui regras que permitem que descendentes de judeus perseguidos reivindiquem a cidadania, entretanto dois decretos que entraram em vigor fecharam várias brechas.

Os filhos de pessoas que deixaram a Alemanha nazista antes do regime e tiveram seus pedidos negados agora podem reivindicá-lo sob o novo decreto. Pessoas que antes não teriam recebido a cidadania alemã, porque seu pai era estrangeiro e a mãe perdeu sua cidadania alemã sob o regime nazista, por exemplo, agora também podem se beneficiar das novas regras. O ministério alemão enfatizou que ninguém deve ser excluído. Segunda, terceira, e quarta geração de descendentes “e, em alguns casos, quinta geração” podem solicitar, disse o ministério.

“As pessoas perseguidas e seus descendentes, que antes haviam sido excluídos da naturalização devido à situação legal moralmente injusta, agora podem ter a oportunidade de adquirir a cidadania alemã em condições favoráveis”, disse Josef Schuster, chefe do Conselho Central de Judeus na Alemanha. “Isso fecha uma lacuna na justiça”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *