Comitê Judaico pede exclusão do Irã das Olimpíadas

O Comitê Judaico Americano (AJC) e um ex-diretor da inteligência dos Estados Unidos fizeram um apelo para banir o Irã das Olimpíadas. Seria uma punição ao país que, há algumas semanas, condenou à morte o lutador Navid Afkari, acusando-o de ter assassinado um segurança do governo e de formação de um grupo de oposição ao regime vigente no país.

“Permitir que o Irã participe dos Jogos de Tóquio seria sinalizar a aprovação das violações grosseiras e sistemáticas dos direitos humanos. Barrar o Irã enviaria uma mensagem poderosa: que os atletas devem ser protegidos, que o esporte deve ser praticado livremente e que a discriminação e o abuso por parte de qualquer país que faça parte da família olímpica não serão tolerados” diz a nota do Comitê Judaico dos Estados Unidos.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) se pronunciou pela última vez sobre o caso no dia 12 de setembro, após a confirmação da execução do lutador. Em nota, se disse chocado, mas que respeitava a soberania do país.

Richard Grenell, o ex-diretor da agência de inteligência dos Estados Unidos, também pediu ao Comitê Olímpico Internacional (COI) que tirasse o Irã de Tóquio em 2020.

“É precisa haver um momento em que você diga que algo ultrapassou os limites de uma forma tão grande que esse país não possa mais participar da comunidade internacional” disse Grenell.

LEIA TAMBÉM

Navid Afkari tinha 27 anos e, além da carreira no wrestling, que lhe rendeu títulos no Irã, trabalhava como rebocador. Ele foi acusado de esfaquear Hassan Torkaman, um segurança que trabalhava em um prédio do governo, e formar um grupo contra a República do Irã. A única testemunha do caso, um comerciante que estava a quilômetros do local do crime, só teria dito que Navid se parece com o suspeito do assassinato.

Ele foi morto por enforcamento na cidade de Shiraz. De acordo com a imprensa local, o corpo não foi e nem será devolvido à família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *