COVID-19: Quem pode entrar em Israel?

O Governo de Israel comunicou sobre as políticas de entrada no país em face da atual pandemia do COVID-19, divulgada pela Autoridade de População e Migração.

De acordo com o comunicado foi decidido que estrangeiros que não são cidadãos ou residentes de Israel não poderão entrar no Estado de Israel. Está proibida a entrada de turistas e cidadãos estrangeiros cujas vidas não estão baseadas em Israel. Cônjuges e filhos de cidadãos israelenses podem entrar em Israel.

Aqueles que desejam entrar em Israel deverão apresentar evidências de que suas vidas são baseadas em Israel, enviando um aplicativo de e-mail, incluindo documentos relevantes, à embaixada israelense ou serviço consular local (consulte os sites relevantes para obter endereços de Correio eletrônico). O pedido será avaliado e os candidatos e suas companhias aéreas serão notificados pela embaixada ou consulado em questão quando uma decisão for tomada.

O ministro do Interior, Aryeh Deri, decidiu estender automaticamente todos os vistos B4 que expiraram em 12 de março de 2020. Os vistos B4 estendidos serão válidos até 30 de junho de 2020; os titulares não precisam ir aos escritórios da Autoridade de População e Imigração.

O visto B4 é concedido para voluntários em organizações voluntárias, no setor agrícola ou para reunião de negócios ou estudo. Uma pessoa que entra em Israel com um visto B4 não tem permissão para trabalhar e seu visto é válido por até três meses a partir da data de emissão.

Novos imigrantes devem entrar em contato com a Agência Judaica.

Para atualizações, consulte https://go.gov.il/coronaupdates (em hebraico).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *