Olim chegam direto para a quarentena

Mesmo nas situações mais complexas a Aliá continua. Apesar da pandemia de coronavírus, 24 novos imigrantes dos EUA desembarcaram no Aeroporto Internacional Ben Gurion, na quinta-feira, trazidos pela organização Nefesh B’Nefesh (NBN).

Os olim – vindos de Nova York, Nova Jersey, Delaware, Maryland e Pensilvânia – incluíam famílias e solteiros, com idades entre nove meses e 73 anos. Eles vão se instalar em várias cidades em todo o país, como Jerusalém, Beer Sheva, Holon, Modi’in, Netanya, Ra’anana e Tzfat.

Em conformidade com os regulamentos que limitam a interação social, a NBN criou uma linha direta para ajudar os olim, que entraram em quarentena imediatamente.

“Quando soubemos que provavelmente seríamos colocados em quarentena obrigatória na chegada, fiquei um pouco assustada”, disse Aviva Karoly, natural de Nova York, que escolheu a cidade de Modi’in como seu novo lar. “No entanto, poucos minutos após minha publicação em uma página do Facebook para a comunidade, fui inundada por voluntários que nos ofereceram mantimentos, brinquedos, livros e qualquer outra coisa que pudéssemos precisar. Estranhos estavam literalmente fazendo fila para nos ajudar”.

A NBN trabalha em conjunto com a Agência Judaica, o Keren Kayemet LeIsrael e o Fundo Comunitário-USA. Espera-se que outros 20 olim cheguem nas próximas semanas.

Foto: Miriam Alster – Flash90

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *