O mecanismo do corpo para curar feridas

A ferida sangra. O sangue coagula e forma um coágulo. O coágulo envia um sinal biológico desencadeando uma cascata de ações que protegem contra infecções e trazem células sanguíneas contendo materiais para construir um novo tecido no lugar do tecido danificado.

Normalmente, esse processo incrível acontece por baixo da crosta que se forma sobre uma ferida e tudo acaba muito rapidamente.

Mas muitas pessoas têm lesões crônicas não traumáticas que nunca cicatrizam. Essas feridas se formam tão gradualmente para disparar o sinal que o sangue não flui em quantidade suficiente para o local.

ActiGraft é uma solução regenerativa para feridas, aprovada pela FDA, que usa o sangue do próprio paciente para estimular a cicatrização de feridas crônicas, como úlceras de pé diabético.

LEIA TAMBÉM

O produto, inventado em Israel, é exclusivo para o tratamento de feridas: um coágulo de sangue que os profissionais de saúde podem produzir em apenas 12 minutos a partir de um frasco de sangue do paciente misturado com um reagente especial dentro de um molde de coagulação.

Aplicado na ferida, esse coágulo de sangue recém-criado dá início ao processo natural de proteção e cura, que antes não começava.

“O ActiGraft engana o corpo fazendo-o pensar que esta ferida crônica é uma nova ferida que precisa começar a cicatrizar”, diz Alon Kushnir, CEO da RedDress, a empresa que fundou para desenvolver este dispositivo com seu pai, médico e inventor de dispositivos médicos, Dr. Igal Kushnir.

O kit ActiGraft, contendo tudo o que é necessário para o tratamento, tem aprovação da FDA e da Comunidade Europeia e é vendido nos Estados Unidos e em 15 outros países, incluindo Israel.

Fonte: Israel21c
Foto: Coutesia de RedDress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *