Funcionários da Amazon pedem corte com as FDI

Mais de 500 funcionários da Amazon assinaram uma carta ao CEO, Jeff Bezos, e o CEO da Amazon Web Services, Andy Jassy, ​​pedindo à empresa que rompesse contratos comerciais com as FDI (Forças de Defesa de Israel).

Os funcionários também pediram à empresa que apoiasse ativamente os árabes palestinos, embora não estivesse claro se eles se referiam às organizações terroristas que disparam foguetes contra cidades israelenses.

“Pedimos aos executivos da Amazon que reconheçam o ataque contínuo aos direitos humanos básicos dos palestinos sob ocupação ilegal […]”, escreveram os funcionários, de acordo com a i24NEWS.

“A Amazon emprega palestinos em escritórios em Tel Aviv e Haifa e ao redor do mundo. Ignorar o sofrimento enfrentado pelos palestinos e suas famílias em casa coloca nossos colegas palestinos de lado”, continuou a carta. Também não ficou claro se os trabalhadores entenderam que os funcionários árabes palestinos em Tel Aviv e Haifa precisavam correr para abrigos quando as sirenes alertavam sobre a chegada de foguetes.

LEIA TAMBÉM

Os funcionários escreveram que desejam que a empresa rescinda contratos comerciais com organizações “cúmplices em abusos dos direitos humanos”, como “as Forças de Defesa de Israel”, argumentaram.

Bezos anunciou, na quarta-feira, que deixará oficialmente seu cargo de executivo-chefe em 5 de julho.

Jassy, que é judeu, foi escalado para substituir Bezos.

Fonte: Arutz Sheva
Foto: dronepicr (Wikimedia Commons), CC BY 2.0

One thought on “Funcionários da Amazon pedem corte com as FDI

  • 28 de maio de 2021 em 16:16
    Permalink

    Sugiro que esses “mais de 500 funcionarios da Amazon” sejam proibidos de utilizar computadores , fones celulares, Wase, e muitas outras tecnologias israelenses e de saude!!

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: