Decisão de Bennett de morar em sua casa custaria milhões

A decisão do primeiro-ministro Naftali Bennett de ficar em sua casa particular em Raanana e não se mudar para a residência oficial do primeiro-ministro em Jerusalém pode custar cerca de NIS 12 a 15 milhões (US$ 3,6 a 4,6 milhões) em fundos estatais, informou a televisão israelense na quarta-feira.

Esse custo único, de acordo com o Canal 13, irá para a construção de postos de segurança, bloqueios de ruas, câmeras e outras infraestruturas necessárias para proteger o primeiro-ministro. Outros custos devem ir para o aluguel de apartamentos nas proximidades para oficiais de segurança.

A rede disse que os vizinhos de Bennett na rica cidade do centro de Israel exigiam cerca de NIS 30.000 (US$ 9.200) por mês para o aluguel.

As medidas de segurança foram recomendadas pelo serviço de segurança Shin Bet e outros oficiais e não foram solicitadas por Bennett, de acordo com o relatório.

LEIA TAMBÉM

“O departamento de segurança e emergências atua de acordo com as instruções do Shin Bet e apenas para considerações operacionais e profissionais. O departamento não comenta sobre os detalhes dos acordos de segurança”, disse um comunicado do escritório de Bennett em resposta.

Por enquanto, Bennett indicou que pretende permanecer em casa para permitir que seus filhos pequenos permaneçam em suas escolas e só usar as residências oficiais para reuniões e visitas oficiais. Os residentes de Raanana que vivem nas proximidades estão irritados com a alta segurança e os protestos contínuos contra Bennett, para os quais a polícia emitiu novas ordens no domingo para limitá-los.

Bennett servirá como primeiro-ministro nos próximos dois anos, antes de ser substituído pelo líder de Yesh Atid e ministro das Relações Exteriores, Yair Lapid, em um acordo de rotação.

O líder da oposição, Benjamin Netanyahu, ainda não deixou a residência do primeiro-ministro em Jerusalém. Ele e Bennett concordaram, no início deste mês, que Netanyahu desocuparia a residência em 10 de julho.

Fonte: Noticias de Israel
Foto: Yossi Zamir (Flash90)