Gantz e Abbas discutem segurança de Joe Biden

O ministro da Defesa, Benny Gantz, se reuniu com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, em Ramallah, na quinta-feira, para discutir a coordenação de segurança antes da visita do presidente dos EUA, Joe Biden, na próxima semana.

O sistema de segurança de Israel expressou preocupação com a possibilidade de uma escalada na região da Samaria e Judeia durante a viagem de Biden.

A reunião entre Gantz e Abbas “foi conduzida em termos positivos”, disse o gabinete de Gantz em comunicado. Os dois discutiram a cooperação civil e “as complexidades do próximo período em Israel”, disse o gabinete de Gantz, aparentemente se referindo ao ciclo eleitoral.

Gantz também desejou a Abbas e ao povo palestino um feliz feriado de Eid al-Adha, que começa esta noite.

“Os dois concordaram em continuar a coordenação de segurança e evitar medidas unilaterais”, disse o gabinete de Gantz.

Hussein al-Sheikh, um assessor palestino, disse que Abbas “enfatizou a importância de criar um horizonte político, respeitando os acordos assinados e interrompendo as ações e medidas que levam à deterioração da situação”.

Abbas também enfatizou a importância de ter uma “atmosfera calma antes da visita do presidente Biden”, disse al-Sheikh.

A reunião durou duas horas e incluiu outros altos funcionários de segurança israelenses.

LEIA TAMBÉM

De acordo com uma reportagem do Canal 12, Israel teme problemas na região da Samaria e Judeia porque Biden não deve anunciar nenhuma grande iniciativa de paz, o que poderia desencadear distúrbios entre os palestinos.

Autoridades de segurança israelenses teriam instruído a Autoridade Palestina a expandir suas operações em Jenin, vista como um foco de atividade terrorista, disse a reportagem.

Funcionários do governo Biden começaram a chegar a Israel na quinta-feira, incluindo helicópteros militares e veículos blindados que serão usados ​​para transportar a comitiva do presidente.

Um alto funcionário de segurança israelense disse que Gantz enfatizou a Abbas a necessidade de manter a paz e a estabilidade e enfatizou a coordenação de segurança para prevenir o terrorismo, que Gantz disse ser do interesse de ambos os lados.

Gantz e Abbas também discutiram as medidas econômicas em andamento para os palestinos e a necessidade de fortalecer a Autoridade Palestina, inclusive por meio do diálogo com os EUA e outros países da região.

Benny Gantz se encontrou com Abbas duas outras vezes no ano passado, inclusive em sua residência em Rosh Ha’ayin. Ambas as reuniões foram seguidas por anúncios israelenses atendendo a alguns pedidos palestinos.

Gantz também disse que viu a necessidade de impulsionar a Autoridade Palestina e enfraquecer seu rival, o grupo terrorista Hamas, disse a autoridade.

Na terça-feira, Abbas se encontrou com o líder do grupo terrorista Hamas, Ismail Haniyeh, na Argélia, o primeiro encontro entre os dois líderes em anos.

A reunião potencialmente sinalizou novos esforços para intermediar as negociações de reconciliação entre as facções em conflito. Não foram divulgados detalhes da conversa.

Os dois principais partidos palestinos – o Fatah de Abbas e o grupo terrorista islâmico Hamas – estão separados desde a guerra civil entre os dois lados em 2007. Os grupos rivais tiveram várias tentativas frustradas de reconciliação ao longo dos anos.

As tensões são altas entre Israel e os palestinos devido ao assassinato da jornalista da Al Jazeera, Shireen Abu Akleh, entre outros motivos. Uma investigação dos EUA concluiu na segunda-feira que um soldado israelense provavelmente atirou em Abu Akleh sem intenção, irritando tanto Israel quanto os palestinos.

Fonte: The Times of Israel
Fotos da montagem: Wikimedia Commons

3 thoughts on “Gantz e Abbas discutem segurança de Joe Biden

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: