Ela vai

Após a pressão, a Federação Tunisiana de Xadrez concordou em permitir que a israelense Liel Levitan, de 7 anos, residente em Haifa participasse de um torneio internacional na Tunísia.

Autoridades da Tunísia recuaram em sua recusa em conceder-lhe um visto para  para o Campeonato Mundial Escolar no próximo ano em Sousse.

A Federação Internacional de Xadrez (FIDE) pressionou sua afiliada tunisiana e as autoridades do país a permitir que ela competisse.

Muitos países árabes colocam limitações à participação de israelenses em eventos esportivos e culturais, levando a protestos de Israel e associações profissionais que as consideram uma interferência política contrária aos padrões internacionais de esportividade.

A Federação Tunisiana de Xadrez divulgou na semana passada um comunicado afirmando que “jogadores de todos os países são bem-vindos, sem exceção”.

A FIDE ameaçou revogar os privilégios da Tunísia para sediar o torneio.

A questão da participação de Israel chamou a atenção internacional no mês passado depois que a organização pró-Israel StandWithUs lançou uma campanha on-line chamada #letlielplay pedindo a participação de Levitan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *