Um clube de futebol antissemita da Inglaterra

O time de futebol da terceira divisão da Inglaterra, Forest Green Rovers, mais uma vez veio à tona como um clube antissemita e pró-palestino.

Dale Vince, dono do clube, está infringindo as regras da Associação Inglesa de Futebol, segundo a British Lawyers for Israel.

Vince, proprietário e fundador da empresa de energia britânica Ecotricity, especializada em produtos de energia eólica e solar, resolveu fazer do clube a voz principal do movimento de boicote anti-Israel.

Ele comprou o Rovers, em 2010, e imediatamente começou a vincular o clube à sua agenda anti-Israel.

As partidas da equipe servem como plataforma para ideias extremistas contra o Estado judeu.

A luta pessoal de Vince contra Israel atraiu para os jogos em casa duas pessoas que compartilham sua visão de mundo, o ex-presidente do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, e o representante da Organização para a Libertação da Palestina na Grã-Bretanha, Husam Zomlot.

Corbyn participou de uma partida do Rovers no auge do escândalo de antissemitismo de seu partido, após a revelação de vários de seus comentários pró-Hezbollah e pró-Hamas, durante os quais ele posou desafiadoramente para fotos usando o cachecol do time.

LEIA TAMBÉM

Zomlot, expulso de Washington depois que o governo Trump decidiu fechar o escritório da OLP nos EUA, tornou-se um convidado bem-vindo no Rovers Stadium depois que a bandeira da OLP foi hasteada, por ordem de Vince.

Em abril passado, em uma partida contra o Rogate, Vince levou sua mensagem mais adiante e convidou Zomlot para o campo. Outdoors ao redor do estádio também foram usados com mensagens pedindo “fim da invasão e ocupação da Palestina”, enquanto também repetiam sua forma antissemita, acusando Israel de matar civis e destruir hospitais.

A onda de antissemitismo de Vince despertou grupos judeus do Reino Unido. O British Lawyers for Israel solicitou à Associação Inglesa de Futebol que acabe com a prática de transformar partidas de Rovers em um palco para a propagação do ódio à única democracia no Oriente Médio.

De acordo com a organização, os Forest Green Rovers violam as regras da liga. As regras da Associação proíbem a expressão ofensiva e prejudicial e o uso de eventos de futebol para outros fins que não o esporte.

Fonte: Israel Hayom
Foto: Wikimedia e Facebook Dale Vince

One thought on “Um clube de futebol antissemita da Inglaterra

Fechado para comentários.