Projeto destaca diplomatas que salvaram judeus

Um novo projeto atualmente filmado na Europa e Israel documenta as histórias de diplomatas não judeus que desafiaram ordens e salvaram centenas de milhares de judeus dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

“The Rescuers – Last-Chance Project” segue o filme de 2011 “The Rescuers”, no qual a ativista de Ruanda, Stephanie Nyombayire, e o falecido historiador britânico, Sir Martin Gilbert, viajaram por três continentes entrevistando parentes de diplomatas que resgataram judeus e os sobreviventes salvos por seus esforços. Os diplomatas foram todos reconhecidos pelo Yad Vashem como “Justos entre as Nações” por arriscarem suas vidas para salvar judeus.

Os testemunhos foram gravados e adicionados à Coleção Joyce D. Mandell Rescuers, a maior compilação de filmes históricos da Segunda Guerra Mundial, dedicada a testemunhos sobre diplomatas homenageados como “Justos entre as Nações”. A coleção foi integrada ao Arquivo de História Visual da Fundação USC Shoah.

O filme retratará diplomatas do Brasil, Equador, China, França, Itália, Espanha, Suécia, Iugoslávia, Suíça, El Salvador, Peru, Polônia, Portugal e Romênia.

O diretor vencedor do Emmy, Michael King, que dirigiu o filme de 2011, e sua equipe concluíram recentemente as filmagens em Israel e atualmente estão filmando na Europa.

O projeto de pesquisa está sendo desenvolvido, pesquisado e produzido por King com a ajuda da historiadora Alexa D. Potter, da USC Shoah Foundation e da Andrew J. and Joyce D. Mandell Family Foundation.

LEIA TAMBÉM

O novo projeto é “uma corrida contra o tempo”, disse King. “Nossa última chance de documentar relatos em primeira mão relacionados a diplomatas que estiveram no centro dos eventos mais inesquecíveis do século 20”.

“The Rescuers” foi indicado na categoria de documentário excepcional no NAACP Image Awards em 2011. Foi inspirado no trabalho de Gilbert e seu livro de 2003 “The Righteous: The Unsung Heroes of the Holocaust”.

Fonte: The Algemeiner
Foto: Cortesia