Monumento aos uzbeques que ajudaram judeus no Holocausto

A Embaixada de Israel em Tashkent, Uzbequistão, inaugurou um monumento em homenagem aos uzbeques que ajudaram refugiados judeus da Europa durante o Holocausto.

O monumento, criado pela arquiteta e escultora Marina Borodina e proposto pelo pesquisador da Ásia Central Dr. Zev Levin, fica no Parque da Vitória, dedicado à vitória contra a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial.

A embaixada observou que a maioria dos 5 a 10.000 judeus que vivem no Uzbequistão hoje são descendentes de refugiados do Holocausto. A embaixadora israelense no Uzbequistão Zehavit Ben Hillel expressou gratidão ao Ministério do Exterior do Uzbequistão e aos funcionários do Victory Park. “Ainda hoje, cerca de 80 anos após a chegada dos refugiados ao Uzbequistão, e 30 anos desde o estabelecimento das relações diplomáticas entre os dois países, é importante mencionar esses eventos, que perpetuam a tolerância e a abertura uzbeques”, disse ela.

A inscrição no monumento em hebraico, russo, inglês e uzbeque, diz: “Entre 1941 e 1942, durante um período difícil de guerra e escassez, mais de 1,5 milhão de refugiados e evacuados foram trazidos para o Uzbequistão. Entre eles estavam várias centenas de milhares de refugiados judeus que vieram aqui indigentes. Graças à hospitalidade do povo do Uzbequistão, que compartilhou sua comida, eles encontraram abrigo e refúgio. O povo judeu e o Estado de Israel lembram esse gesto e são gratos por isso”.

LEIA TAMBÉM

A embaixadora uzbeque em Israel Feruza Makhmudova disse ao The Jerusalem Post sobre vários projetos nos quais o Uzbequistão e Israel estão cooperando nas áreas de agricultura, migração laboral, meio ambiente e turismo e divulgou a próxima Câmara de Comércio Israelense-Uzbeque.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Embaixada de Israel no Uzbequistão