EUA e os planos de renovar laços com os palestinos

O governo Biden está formulando um plano para renovar os laços entre os Estados Unidos e os palestinos, segundo um documento do Departamento de Estado. Parte do documento foi publicado nesta quinta-feira no jornal The National dos Emirados Árabes Unidos.

O documento afirma que os Estados Unidos pretendem “promover liberdade, segurança e prosperidade para israelenses e palestinos durante o mandato atual”.

O documento também mostra que o governo expressou disposição de adotar uma postura mais dura sobre a construção israelense nos assentamentos, ao mesmo tempo que “obtém um compromisso palestino” de parar de pagar salários a prisioneiros palestinos presos por atos terroristas. Jelina Porter, porta-voz do Departamento de Estado, disse que não comentaria “sobre este documento específico”.

Os assessores do presidente Joe Biden disseram, em várias ocasiões, desde que assumiu o cargo, que ele pretende restaurar as relações diplomáticas entre os Estados Unidos e a Autoridade Palestina.

LEIA TAMBÉM

Os assessores também deixaram claro que o governo pretende retomar as discussões sobre uma solução de dois Estados como objetivo central na questão das relações entre Israel e a Autoridade Palestina após a campanha eleitoral israelense.

Desde que Biden assumiu o cargo, em 20 de janeiro, funcionários do governo disseram que pretendem retomar as relações com os palestinos.

O documento também afirma que até o final do mês, os Estados Unidos repassarão US$ 15 milhões em ajuda ​​aos palestinos como apoio econômico e humanitário para lidar com a pandemia do corona e que pretende reabrir a missão palestina em Washington, fechada há 3 anos.

Fontes: MSN e Ynet