EUA vão retomar ajuda financeira aos palestinos

“Os Estados Unidos pretendem restaurar a assistência humanitária ao povo palestino”, confirmou Ned Price, porta-voz do Departamento de Estado americano, em uma coletiva de imprensa, nesta terça-feira.

Price acrescentou que, atualmente, não há um prazo claro para retomar a ajuda financeira. “Estamos trabalhando nisso muito rapidamente para restaurar e anunciar”, disse ele. “Não estamos fazendo isso como um favor, mas porque é do interesse dos Estados Unidos fazê-lo globalmente”, continuou Price.

“Nossa assistência humanitária fornece alívio crítico, como assistência alimentar de emergência, saúde, educação. E a suspensão da ajuda ao povo palestino não produziu progresso político nem garantiu concessões da liderança palestina. Só prejudicou palestinos inocentes”.

Sob o governo de Trump, a missão da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) em Washington, foi encerrada e a ajuda dos EUA foi suspensa por acusações de que os fundos estavam sendo usados ​​para atos terroristas. Isso resultou em um déficit de financiamento de US$ 350 milhões para a agência da ONU que apoia os refugiados palestinos (UNRWA).

LEIA TAMBEM

Como um sinal da intenção de Biden de alterar a política dos EUA sobre a Palestina, Hady Amr foi nomeado secretário adjunto para Israel e Assuntos Palestinos. Amr foi o representante especial do ex-presidente Barack Obama para as Negociações Israel-Palestina e mantém laços estreitos com a liderança palestina. Na coletiva de imprensa, Price revelou que Amr já estava fazendo “uma série de ligações” com autoridades na Palestina e em Israel.

Na semana passada, o embaixador interino dos EUA na ONU, Richard Mills, disse que o governo Biden estava renovando as relações dos EUA com a liderança palestina e restaurando o “engajamento confiável” com a Autoridade Palestina com o objetivo de reacender as negociações de paz regionais baseadas na solução de dois estados.

“Sob a nova administração, a política dos Estados Unidos será apoiar uma solução de dois Estados mutuamente acordada, uma na qual Israel viva em paz e segurança ao lado de um Estado palestino viável”, disse Mills ao Conselho de Segurança da ONU.

Mills disse que Washington reabrirá os escritórios diplomáticos que servem aos palestinos e restaurará as principais alocações de ajuda aos palestinos, revertendo as políticas da administração de Trump.

Foto: Captura de tela – WZTV. Ned Price, porta-voz do Departamento de Estado americano.

One thought on “EUA vão retomar ajuda financeira aos palestinos

  • 3 de fevereiro de 2021 em 14:11
    Permalink

    O terrorismo patrocinado vai voltar com força

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: