Fechamentos e restrições de novo em pauta

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira que está novamente mudando sua política de testes e, a partir de agora, qualquer pessoa que tenha entrado em contato com um paciente infectado será testada, mesmo que não tenha sintomas. Essa política foi praticada quando o ministro da Saúde, Yuli Edelstein assumiu o cargo, mas, posteriormente, decidiu-se examinar apenas aqueles que estavam em contato com um paciente e apresentavam sintomas, principalmente devido ao acúmulo de trabalho nos vários hospitais e as verbas da saúde.

Além disso, o Ministério está considerando encaminhar para exame os que estiveram em contato com uma pessoa que testou positivo, sem a necessidade de um pedido médico.

Netanyahu insiste que há espaço para mais restrições. Em negociações fechadas, o primeiro-ministro diz que é impossível continuar com uma média de 2.000 pacientes por dia e que o número diário de pacientes deve ser reduzido para 400 ou 500. Esse é um objetivo significativo que foi discutido no gabinete de Corona no passado.
A certa altura, parecia que o gabinete estava desistindo da meta, mas, como declarado nesta reunião, Netanyahu afirmou que a meta está se tornando relevante novamente.

Na próxima quarta-feira, o Gabinete se reunirá novamente para decidir sobre outras restrições a serem adotadas.

LEIA TAMBÉM

Um fechamento geral não está na pauta, mas o fechamento de pontos em cidades vermelhas, além fechamentos noturnos e nos finais de semana são as opções mais prováveis neste momento.

2 thoughts on “Fechamentos e restrições de novo em pauta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *