O desconhecido Calendário Judaico

por Marcos L Susskind

Diversas vezes me perguntam se o dia X do calendário Gregoriano corresponde ao dia Y no calendário Judaico e a resposta invariavelmente é não. Os calendários são diferentes, têm constituição totalmente distinta e hoje trataremos de explicar o calendário Judaico que é bastante diferente, mas nada complexo.

Quase todo o mundo adota o chamado Calendário Gregoriano, definido pelo Papa Gregório XIII, em 1582, em substituição ao então vigente Calendário Juliano, estabelecido pelo imperador Romano Júlio César, que vigorou por 1600 anos. Assim, o calendário atual tem pouco mais de 400 anos. Cabe lembrar que, embora seja o mais usado, há muitos outros calendários tais como o Calendário Hindu, Calendário Budista, Calendário Islâmico, Calendário Iraniano e até o mais recente, o Calendário Bahá’í.

A principal diferença entre o Calendário Gregoriano e o Calendário Hebraico (também chamado Judaico) vem do fato que o Calendário Gregoriano é meramente solar enquanto o Judaico é lunissolar, ou seja, conjuga as fases da lua com o movimento solar. Assim, todo dia 15 de qualquer mês judaico, a lua estará em seu ponto mais luminoso, esplendorosa enquanto todo dia 1 de cada mês ela estará na sua fase mais escura. Sendo lunissolar, as festividades Judaicas ficam sempre definidas pelas estações do ano do Hemisfério Norte. Pessach, a páscoa, será sempre na primavera enquanto Chanuká, a festa das luzes, será sempre no inverno. Isto não ocorre, por exemplo, no calendário Islâmico, que é apenas lunar e, portanto, as suas festas podem ocorrer em qualquer estação, sem qualquer vínculo com a natureza.

O calendário Judaico lunissolar tem 12 meses lunares de 29 ou 30 dias e pode ter 353, 354 ou 355 dias. Os anos, ao contrário dos meses, é solar. A diferença média de 11 dias em relação ao ano solar impõe uma correção. Assim, acrescenta-se um mês sete vezes a cada ciclo de 19 anos, mês este chamado Adar II ou Adar B. Este mês é acrescido a cada 2 ou 3 anos, de acordo com fórmula matemática calculada por Maimônides no Século XII, portanto cerca de 500 anos antes do Calendário Gregoriano que conhecemos.

Qual a razão da variação de 353 a 355 dias num ano? O mês de Cheshvan normalmente tem 29 dias e Kislev tem 30. No entanto é definido que Rosh Hashaná, o ano novo Judaico jamais pode cair num Domingo, Quarta ou Sexta-Feira. Assim há anos em que se tira um dia de Kislev ou se acrescenta um dia a Cheshvan. Com isto, Yom Kipur, o dia do Perdão nunca antecede ou segue o Shabat.

A correspondência entre o ano Gregoriano e o ano judaico é feita somando-se 3760 ao ano Gregoriano (se for após Rosh Hashaná, 3761).

É verdade que há mais de um “ano novo”? A resposta é sim. O calendário Gregoriano tem diversos “anos” dentro dele: o ano civil, o ano fiscal, o ano acadêmico. O mesmo ocorre com o Calendário Hebraico. Assim, o mês de Nissan (geralmente coincide com Abril) é o “Ano Novo Religioso”, no qual ocorre a festa da Libertação do Egito. Já o 1⁰ dia do 7⁰ mês é Rosh Hashaná, o início do ano civil. Há ainda o ano novo das árvores, dia 15 de Shvat.

E como saber se este ano é bissexto (tem 12 ou 13 meses)? Basta dividir o ano por 19. O valor restante determina quantos anos estamos dentro do ciclo. Por exemplo, o ano atual é 5780. Dividido por 19 resta 4 – estamos no 4⁰ ano do ciclo, portanto não é ano bissexto. Os anos que têm 13 meses são os anos 3, 6, 8, 11, 14, 17 e 19 do ciclo. Se o restante da divisão for zero, significa que estamos no ano 19 do ciclo.

O calendário Hebraico é adotado em Israel para determinar todos os feriados e datas comemorativas, não apenas as religiosas. Assim, o dia da Independência será comemorado em 05 de Iyar e não em 14/05; o dia em memória dos caídos no Holocausto será 27 de Nissan e o dia da Reunificação de Jerusalém será sempre 28 de Iyar.

O horóscopo não faz parte das crenças judaicas, porém os meses do horóscopo têm ligação muito próxima com os meses judaicos, uma correspondência quase unívoca.

 

Signo Nome Hebraico Mês Hebraico
Aries Talê Nissan
Touro Shor Iyar
Gêmeos Teumim Sivan
Câncer Sartan Tamuz
Leão Arieh Av
Virgem Betulá Elul
Libra Moznaim Tishrei
Escorpião Akrab Cheshvan
Sagitário Keshet Kislev
Capricórnio Gdi Tevet
Aquário Dli Shvat
Peixes Daguim Adar

 

One thought on “O desconhecido Calendário Judaico

  • 10 de setembro de 2020 em 18:03
    Permalink

    Muito bom, esclarecedor.
    Caso queira baixar os artigos (arquivos), é possível??

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *