Ichilov inaugura o maior pronto-socorro do mundo

Com a presença do presidente Isaac Herzog, do primeiro-ministro Yair Lapid e do ministro da Saúde Nitzan Horowitz, o Hospital Ichilov de Tel Aviv, inaugurou o novo “Hospital de Emergência Sylvan Adams”, que com 8.000 m2 se destaca como o maior pronto-socorro do mundo.

Ele carrega o nome do filantropo Sylvan Adams, que doou cerca de US$ 28 milhões para seu estabelecimento.

O hospital está equipado com a mais recente tecnologia em avaliação, permitindo que os pacientes façam uma autotriagem, digitalizando seus documentos de identidade ou encaminhamento médico e verificando os níveis de temperatura e pressão arterial antes de serem designados a um profissional médico para tratamento.

Em cada estágio, o registro de quaisquer resultados anormais ou críticos alertará imediatamente a equipe médica. Além disso, o hospital possui seções dedicadas ao atendimento a ser prestado com base na condição do paciente e classificação psiquiátrica, um departamento de internação de curta duração e inclui o Centro “Maor” para atendimento agudo de vítimas de agressão sexual.

As tecnologias permitirão maior agilidade na triagem dos pacientes, tempos de espera menores e prestação de cuidados médicos mais eficientes e eficazes.

As novas tecnologias que estão sendo implementadas incluem uma estação de reconhecimento facial e autorregistro digital. Esta estação estará localizada ao lado da recepção tradicional e permitirá que as pessoas se auto-registrem usando o reconhecimento facial (verificação de identidade com documento de identificação, digitalização de documentos como encaminhamento médico; inserção de dados demográficos etc).

LEIA TAMBÉM

Ao final do processo, um caso é aberto no sistema informatizado do hospital e o paciente é orientado a passar para a próxima etapa do atendimento.

Após a recepção, o paciente chega à estação de triagem, onde pode verificar sua própria temperatura, pressão arterial, pulso e níveis de oxigênio no sangue. Os dados são alimentados automaticamente no arquivo informatizado do paciente. No caso de alguma anormalidade, um profissional médico é imediatamente notificado.

A unidade está equipada com robôs móveis para ajudar os pacientes a navegar no centro de emergência, bem como nos departamentos fora da instalação. Os robôs cumprimentam os visitantes e oferecem ajuda para encontrar seu destino.

Um aplicativo vai manter o paciente informado durante toda sua visita. O aplicativo fornecerá relatórios em tempo real ao paciente sobre seu estado, realizará verificações e dará respostas e orientações, informará o paciente sobre o risco de internação e também enviará uma pesquisa de satisfação.

O edifício foi projetado por Sharon Architects em colaboração com Rani Ziss Architects e tem três andares. A fachada do novo edifício está voltada para a Rua Weizmann com uma área de recepção e triagem onde podem ser realizados os testes iniciais no paciente. A assistência médica é prestada pela equipe médica e por enfermeiros especializados em atendimento de emergência, com conhecimento de diversas áreas da medicina e com habilidade na execução de procedimentos complicados e que salvam vidas.

No térreo do novo edifício encontra-se um serviço de internamento que inclui salas espaçosas e modernizadas de acordo com os mais elevados padrões. A sala de internação inclui cerca de 100 leitos monitorados – o maior número de leitos em departamentos de atendimento de emergência em Israel. Se necessário, durante um evento de emergência, esse número pode ser dobrado. Também no piso térreo está uma sala de choque e trauma com equipamentos avançados e uma área de imagem que inclui duas máquinas de tomografia computadorizada – o maior número em departamentos de atendimento de emergência em Israel. Isso inclui o uso de inteligência artificial inovadora para visualizar achados clínicos em tempo real.

O primeiro andar inclui uma ala ambulatorial com 30 salas de exames médicos e uma grande sala de tratamento. Essa ala também oferece tratamento profissional da equipe de atendimento de emergência e agora, pela primeira vez em Israel, é reforçada por consultores profissionais nas áreas de cardiologia, neurologia, dermatologia e saúde sexual.

Para proporcionar um tratamento rápido e eficaz, os pacientes no ato da recepção também podem ser encaminhados para salas de emergência dedicadas nas seguintes áreas: ortopedia, cirurgia oftalmológica e de cabeça e pescoço.

O hospital também possui uma sala de emergência psiquiátrica.

No piso superior haverá um departamento de internação e internação de curta duração com 32 leitos monitorados destinados à internação de pacientes que precisam de mais exames ou tratamento continuado. Espera-se que a abertura deste departamento reduza a procura por outros departamentos e, em particular, o departamento de medicina interna.

No piso superior, na cobertura do edifício, há um anfiteatro que fica aberto para os pacientes enquanto aguardam seu tratamento médico. Isso inclui gramados, bancos e estações de café, e também pode realizar eventos para até 500 pessoas.

Com a abertura da ala de atendimento de emergência, haverá pessoal médico, enfermeiros e auxiliares adicionais para fornecer o melhor e mais rápido tratamento em Israel.

Fonte: N10SPR
Fotos: Jenny Yerushalmi (Cortesia)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.