Israel e Alemanha assinam cooperação digital em saúde

Israel e Alemanha lançaram um fórum conjunto para trabalhar no avanço do uso de inteligência artificial e aprendizado de máquina na saúde, com as duas nações interessadas em aprender juntas com as lições da pandemia do coronavírus.

Em um projeto de três anos, o Fórum de Saúde Alemão-Israelense para Inteligência Artificial reunirá partes interessadas do ecossistema de saúde, startups e especialistas de ambos os países para discutir desenvolvimentos, regulamentações e aplicações de soluções de IA no setor de saúde. A iniciativa é financiada pelo Ministério da Saúde da Alemanha e foi criada em conjunto com a Rede de Liderança Europeia (Elnet).

O fórum teve sua primeira conferência em Berlim na semana passada, que contou com a presença do ministro da Saúde de Israel, Nitzan Horowitz, e o ministro da Saúde alemão Jens Spahn.

“Hoje está mais claro do que nunca: os países com um forte sistema de saúde pública estão mais protegidos em tempos de crise”, disse Horowitz. “O sistema de saúde pública em Israel, que é construído sobre os alicerces da social-democracia, salvou mais vidas do que qualquer outra coisa na luta contra o corona, e vamos continuar a fortalecê-lo”.

A colaboração “oferece a oportunidade de melhorar o sistema de saúde em ambos os países em longo prazo”, observou Horowitz.

LEIA TAMBÉM

O sistema de saúde da Alemanha está passando por uma transformação digital, enfrentando uma crescente escassez de profissionais de saúde qualificados e pressão por conta das mudanças demográficas.

“Podemos aprender muito uns com os outros, não apenas em questões de digitalização, mas também em relação a campanhas de vacinação bem-sucedidas”, disse Spahn. “Devemos ser guiados pelo exemplo de Israel. Israel mostrou ao mundo como as vacinas de reforço são importantes. Especialmente porque muitos daqueles que não foram vacinados até agora, não ficarão mais convencidos”.

Nos últimos anos, Israel se tornou uma das nações líderes do mundo na digitalização da saúde e no uso de IA em áreas como análise de imagens médicas e análise de dados de grupos populacionais.

As startups de saúde digital também desenvolveram algoritmos para ajudar na detecção precoce de doenças e para gerar diagnósticos médicos mais precisos. Os investimentos em empresas de saúde digital israelenses chegaram a US$ 1 bilhão nos primeiros seis meses do ano, superando os valores arrecadados pelo setor em 2020 e 2019, de acordo com um relatório da Start-up Nation Central.

Fonte: The Algemeiner
Foto: Canva