Israel é um dos melhores no combate à corrupção

Israel foi reconhecido nesta semana por seus esforços para combater a corrupção, tendo uma pontuação melhor do que a grande maioria dos países quando se trata de fiscalização contra o suborno de autoridades estrangeiras.

Pelo segundo ano consecutivo, a organização Transparency International classificou Israel como um dos melhores no combate à corrupção em transações internacionais.

A Transparência Internacional luta contra a corrupção em todo o mundo e classificou Israel entre os quatro principais países, juntamente com os EUA, Grã-Bretanha e Suíça. A pesquisa anual avalia o desempenho de 47 exportadores globais líderes, incluindo 43 países que são signatários da Convenção Anti-Suborno da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), na repressão ao suborno de funcionários públicos estrangeiros por empresas que operam no exterior.

O relatório da Transparência Internacional deste ano constatou que apenas os quatro países mencionados estão ativamente envolvidos na aplicação da lei para capturar suborno estrangeiro, em comparação com sete países em 2018.

LEIA TAMBÉM

“Nossa pesquisa mostra que muitos países mal estão investigando o suborno estrangeiro”, disse Gillian Dell, principal autora do relatório Transparency. “Infelizmente, é muito comum que empresas em países ricos exportem corrupção para países mais pobres, minando as instituições e o desenvolvimento.”

Aprovada em 1997, a convenção da OCDE proíbe países ou empresas estrangeiras de usar subornos para ganhar contratos e licenças, ou para evitar impostos e leis locais.

A Transparency International opera ao redor do mundo em mais de 100 países, incluindo Israel, onde seu escritório é chefiado por um ex-chefe do tribunal do trabalho de Israel, Nili Arad, que fez a pesquisa para o relatório. O relatório de 2020 observou que, entre 2016 e 2019, Israel lançou 10 investigações sobre suborno estrangeiro. Um caso terminou em acusações criminais e três outros resultaram em sanções contra os envolvidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *