Israel envia, secretamente, vacina para palestinos

Na tarde de quarta-feira, o jornalista israelense Gal Berger relatou que Israel entregou secretamente dezenas de vacinas contra o coronavírus à Autoridade Palestina. A entrega ocorreu a pedido expresso dos palestinos no início desta semana e foi destinada para casos “humanitários” e “incomuns”.

O governo do presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas apresentou formalmente um pedido a Israel para transferir um carregamento maior de vacinas para o país. Ainda não há resposta oficial de Israel, que está considerando o pedido.

O oficial palestino que confirmou o recebimento disse que a vacina ainda não foi usada. Além disso, ele assegurou que “as vacinas são destinadas a casos humanitários, e não a altos funcionários palestinos”. Suspeitou-se que o primeiro vacinado seria Abbas, porque ele tem 85 anos.

Os relatos de Israel enviando vacinas para a Autoridade Palestina vêm após semanas em que ativistas vem acusando Israel de excluir palestinos do plano de vacinação, alegando que Israel é obrigado a fazê-lo sob a lei internacional. Alguns meios de comunicação de massa disseminaram esta falsa narrativa.

LEIA TAMBÉM

De acordo com o Artigo 17 dos Acordos de Oslo, a Autoridade Palestina é responsável pela saúde, incluindo vacinação, para os palestinos na Judeia e Samaria e Gaza. Israel está vacinando palestinos em Jerusalém Oriental.

Fontes de Ramallah disseram que o sistema de saúde palestino espera receber cerca de dois milhões de vacinas da AstraZeneca-Oxford para a população palestina até o final do próximo mês, o mais tardar. Ele também espera da Rússia o fornecimento de doses de Sputnik-V.

Além disso, o programa COVAX da Organização Mundial da Saúde (OMS), que será responsável pelo fornecimento de vacinas a regiões empobrecidas, principalmente na África, se comprometeu a auxiliar a Autoridade Palestina a cobrir sua população em risco.

“Entendemos que a liderança política em Israel deve decidir sobre este assunto”, disse um oficial palestino ao The Jerusalem Post na terça-feira. “Enquanto isso, a Organização Mundial da Saúde está nos ajudando a obter vacinas de várias empresas.”

As primeiras doses de vacinas devem chegar à região no início de fevereiro, disse o Ministério da Saúde Palestino.

2 thoughts on “Israel envia, secretamente, vacina para palestinos

Fechado para comentários.