Israel fará primeiro voo comercial para os Emirados

Autoridades americanas anunciaram que o primeiro voo comercial entre Israel e os Emirados Árabes Unidos está agendado para a próxima segunda-feira, levando delegações americanas e israelenses a Abu Dhabi, depois que os dois países concordaram em normalizar as relações.

O voo, provavelmente em um avião israelense El Al, levaria uma delegação dos EUA chefiada pelo conselheiro sênior do presidente Donald Trump e genro, Jared Kushner, e pelo conselheiro de Segurança Nacional Robert O’Brien, contando também com o enviado especial para negociações internacionais, Avi Berkowitz.

A delegação israelense seria formada por especialistas nas áreas de aviação, espaço, saúde e bancos e liderada pelo Conselheiro de Segurança Nacional Meir Ben-Shabbat. Estariam presentes também o chefe da Autoridade de Aviação Civil e os representantes do Gabinete do Primeiro Ministro, do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério da Defesa.

O escritório de Netanyahu disse que as negociações em Abu Dhabi se concentrarão em maneiras de promover colaborações em áreas como aviação, turismo, comércio, finanças, saúde, energia e defesa. Netanyahu disse que as negociações “promoverão a paz e a normalização” com os Emirados Árabes Unidos.

LEIA TAMBÉM

“Este é um acordo histórico”, disse Netanyahu. “Isso vai estimular o crescimento. econômico geral, especialmente durante a era do coronavírus. Espero que outros países de nossa região entrem no círculo da paz.” Ele também expressou esperança de que os cidadãos israelenses em breve possam visitar Dubai e Abu Dhabi. “Há muito para ver lá”, disse ele.

Será o primeiro voo direto conhecido da companhia aérea nacional de Israel para um país do Golfo Árabe e um importante sinal de progresso na implementação do acordo entre Israel e os Emirados Árabes Unidos para estabelecer relações oficiais.

O voo também indicaria o apoio saudita ao acordo. Os sauditas tem expressado apoio discreto e até agora não disseram se permitiriam que os dois países usassem seu espaço aéreo para voos diretos. Sem a aquiescência saudita, os voos provavelmente teriam que tomar uma rota indireta e potencialmente arriscada ao redor do Iêmen e através do Golfo Pérsico.

Na terça-feira o secretário de Estado americano Mike Pompeo decolou no primeiro voo direto oficial entre Israel e o Sudão. De lá, ele viajará para Bahrein e seguirá para Abu Dhabi para conversas com o ministro das Relações Exteriores dos Emirados, Abdullah bin Zayed Al Nahyan, sobre o acordo Israel-Emirados Árabes Unidos e outras questões regionais, de acordo com o Departamento de Estado. Autoridades disseram que paradas em Omã e no Catar também são possíveis.

Pompeo será seguido, em muitos dos destinos, no final da semana, por Kushner, disseram diplomatas. Nem as viagens de Pompeo nem de Kushner devem resultar em anúncios imediatos de avanços, mas ambas visam construir o sucesso do acordo Israel-Emirados Árabes Unidos finalizando pelo menos um, e potencialmente mais, acordos de normalização entre os países árabes e Israel no próximo futuro.

2 thoughts on “Israel fará primeiro voo comercial para os Emirados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *