Governo confirma início das aulas em 1º/set

As escolas serão abertas em 1º de setembro, mas apenas a 4ª série e abaixo retornarão em tempo integral. O tamanho das turmas será menor e as turmas dos alunos mais velhos estudarão em casa.

A decisão foi tomada na noite de domingo pelo ministro da Educação, Yoav Gallant, pelo ministro da Saúde, Yuli Edelstein, e pelo coordenador do governo contra o coronavírus Ronni Gamzu.

As aulas serão ministradas de acordo com o plano de “Aprendizagem Segura” do Ministério da Educação, que foi desenvolvido em resposta à pandemia do coronavírus e terá turmas menores nas séries mais jovens e uma ênfase no ensino à distância da 5ª à 12ª série.

As autoridades estão estudando a possibilidade de adiar o reinício das aulas nas escolas secundárias em cidades com altas taxas de infecção, que se daria em outubro, após os feriados judaico. Essa decisão afetaria os alunos do 10º ao 12º ano.

Ao apresentar o plano ao Comitê de Controle do Estado do Knesset, o ministro da Educação disse que o tamanho máximo da turma será de 18 alunos, com exceções que permitem até 22. Nas séries 3 e 4 as turmas serão divididas e novos professores serão contratados para isso. Eles vão ter aulas presenciais, porque precisam de supervisão.

Ele disse ainda que os alunos do 5º ao 12º ano estudariam pelo menos dois dias na escola, mas usariam o ensino à distância no restante do tempo.

A educação especial não será restringida, prometeu Gallant. Durante o último ano letivo, os programas de educação especial, que geralmente têm turmas menores, foram os primeiros a retornar depois que as escolas fecharam em março devido à pandemia.

O novo plano adicionará cerca de NIS 4,2 bilhões (US$ 1,24 bilhões) ao orçamento da Educação no ano, um aumento de cerca de 7% em relação ao orçamento anual de NIS 60 bilhões (US$ 18 bilhões).

O Ministério da Educação tem enfrentado críticas devido à preocupação de que o sistema educacional não esteja preparado para as novas restrições impostas pela pandemia. A rápida reabertura da escola em maio foi responsabilizada pelo ressurgimento do vírus, que quase desapareceu enquanto as escolas estavam fechadas.

Foto: theyeshivaworld.com

2 thoughts on “Governo confirma início das aulas em 1º/set

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *