Israelenses desenvolvem vacina oral contra corona

Uma startup israelense que está desenvolvendo uma vacina de reforço para COVID para pessoas que já foram vacinadas anunciou que os testes pré-clínicos em ratos de laboratório produziram resultados promissores.

A vacina é administrada por via oral.

Em um comunicado, o Migvax disse que sua vacina resultou em “anticorpos neutralizantes marcadamente mais elevados” e “eliciou anticorpos neutralizantes mais eficazes”.

A formulação Migvax também pode “permanecer eficaz por longos períodos de tempo antes de exigir um reforço” e não requer armazenamento em congelamento profundo, tornando-o mais fácil de transportar. A empresa disse que a vacina ainda requer refrigeração regular.

A administração do reforço por via oral também beneficiaria outros países que lutam para manter a pandemia sob controle.

LEIA TAMBÉM

“Os reforços orais, como o nosso MigVax-101, serão os principais capacitadores que ajudarão as organizações de saúde em todo o mundo na transição do ‘modo de pânico’ para a rotina, devido à sua capacidade de reduzir o custo e expandir o alcance dos programas de vacinação em andamento”, afirma disse.

O comunicado da Migvax disse que estava buscando recursos para lançar a próxima fase de testes clínicos, com o objetivo de disponibilidade comercial dentro de 9 a 12 meses.

Incentivada por testes clínicos, a startup israelense espera tornar seu reforço oral Covid disponível comercialmente dentro de um ano. A startup é afiliada do Migal Galilee Research Institute.

Fonte: United with Israel
Foto: Pxhere